Categorias
Memória

Prefeitura recupera banheiros do IPPMG

A Coordenação de Assuntos Estratégicos da Prefeitura Universitária concluiu na quinta-feira (15/3) a primeira etapa das obras de recuperação dos banheiros coletivos da Unidade de Pacientes Internos (UPI) do Instituto de Puericultura e Pediatria Martagão Gesteira (IPPMG). Além da ala feminina, que passou por  reforma completa, foi entregue um banheiro para portadores de necessidades especiais.

A Coordenação de Assuntos Estratégicos da Prefeitura Universitária concluiu na quinta-feira (15/3) a primeira etapa das obras de recuperação dos banheiros coletivos da Unidade de Pacientes Internos (UPI) do Instituto de Puericultura e Pediatria Martagão Gesteira (IPPMG). Além da ala feminina, que passou por  reforma completa, foi entregue um banheiro para portadores de necessidades especiais. Apesar de já estarem previstas no planejamento da atual gestão do instituto, as obras ocorreram em caráter emergencial, após reclamação dos familiares.

Em outubro do ano passado, um grupo de mães, cujos filhos faziam tratamento de câncer no instituto, levou aos jornais denúncia sobre as más condições de higiene da instituição. Na ocasião, o diretor do IPPMG, Edmilson Migowiski, alegou que o prédio já estava passando por obras na fachada, na rede de esgoto, no setor de emergência e no hospital-dia, mas havia limitação orçamentária para resolver o problema dos banheiros coletivos usados também por crianças imunossuprimidas.

A Prefeitura Universitária, tão logo soube do que ocorria, se prontificou a ajudar na reforma,  obtendo apoio e recursos da Pró-Reitoria de Planejamento e Desenvolvimento (PR-3). Em três meses as obras foram realizadas. Na opinião da médica Sibelle Buonora, chefe da unidade, a intervenção aparenta ser pequena, mas representa muito para os pacientes, os familiares  e a equipe médica. “A autoestima das pessoas que chegam aqui é muito baixa. Essa simples mudança no ambiente se reflete nos indivíduos, que passam a se sentir valorizados por nós como instituição, e também nos profissionais”, pontua.

A reforma foi um dos primeiros trabalhos realizados pela equipe da coordenação. “Representou um desafio superado com prazer. Considero que o resultado também está associado ao empenho de todos que buscaram inovar e contribuir para melhorar a vida das pessoas que precisam do IPPMG”, opinou o vice-prefeito, Paulo Mario Ripper.

O vice-diretor do IPPMG, Bruno Nogueira, agradeceu o esforço conjunto de setores da UFRJ e destacou que todos pareciam estar envolvidos no espírito altruísta que envolve os profissionais do instituto. “Estamos buscando melhorias a cada dia, mas tentamos seguir um cronograma de acordo com a chegada de recursos. A Prefeitura Universitária percebeu nossa necessidade quando discutíamos sobre outro assunto e ofereceu ajuda”, finalizou.