Categorias
Memória

Consuni pede criação de comitê contra a Influenza A

Conselho aprova pedido de instauração de grupo de trabalho para traçar medidas preventivas contra a proliferação da doença na volta às aulas. Sessão aprova ainda criação do curso de "Teoria da Dança" e decano do CCS comunica mudança de planos para a "perna seca".

O surto do vírus da Influenza A (H1N1) motivou o Conselho Universitário (Consuni), reunido nesta quinta-feira, dia 23 de julho, a propor a criação de um grupo de trabalho (GT) para traçar estratégias que evitem a proliferação da doença na volta às aulas. “Temos uma pandemia e precisamos nos precaver”, alertou Rui Cerqueira, representante dos professores titulares do Centro de Ciências da Saúde (CCS).

Cerqueira foi o autor do encaminhamento da proposta à Reitoria para a criação do GT, que deverá ser composto por infectologistas, autoridades públicas e demais especialistas. O decano do CCS, Almir Fraga, antecipou que existe a ideia de se produzir uma cartilha de esclarecimento com dicas preventivas. “Provavelmente, a gripe também será o tema de nossa aula inaugural no CCS”, pontuou o decano.
 
O Ministério da Saúde já confirmou 29 óbitos em todo o país pela H1N1. No Estado do Rio, foram cinco vítimas fatais.

"Perna Seca"

Durante a sessão, Fraga apresentou ainda um comunicado de que o Conselho de Centro do CCS revogou a decisão de demolir totalmente a ala sul do Hospital Clementino Fraga Filho (HUCFF).

“Após a realização de uma audiência pública e dos últimos estudos apresentados, esta medida não se mostra mais adequada”, justificou o decano, apontando que a nova decisão quanto à conhecida "perna-seca" caberá ao Comitê Técnico do Plano Diretor (CTPD).
 
A proposta atual apresentada pelo CTPD propõe que haja uma demolição parcial (dos dois últimos andares) para assim aliviar o peso do prédio e tornar a obra economicamente viável. A obra também prevê a substituição da laje e recuperação das laterais e da cobertura.

Novo curso
 
Os conselheiros aprovaram ainda a criação do  Bacharelado em Teoria da Dança. Iniciativa da Escola de Educação Física e Desportos (EEFD-UFRJ), a graduação oferecerá 20 vagas para o ano letivo de 2010. Outros cinco novos cursos da UFRJ também poderiam ter sido aprovados; entretanto, terminado o horário regimental, não houve mais quórum para que o Consumi pudesse deliberar. “Em virtude da urgência dos prazos, solicitarei ao reitor uma sessão extraordinária do Conselho para que possamos votar os outros cursos”, afirmou a pró-reitora de Graduação (PR1), Belkis Valdman, ao final do Conselho.

Além de Nanotecnologia, Defesa e Gestão Estratégica Internacional, Engenharia Nuclear, Gestão Pública para o Desenvolvimento Econômico e Social e Licenciatura em Dança, as turmas de Macaé de Medicina, Nutrição e Enfermagem em Obstetrícia também esperam o próximo Consuni para serem publicadas no edital do concurso 2010 de acesso à graduação da universidade.