Categorias
Memória

Estudantes fazem manifestação contra Plano Diretor

A Sessão do Conselho Universitário da UFRJ (Consuni) foi suspensa na manhã desta quinta-feira, 10 de abril, após manifestação de estudantes contra a aprovação do Plano Diretor da Universidade. O ato, convocado pelo Diretório Central dos Estudantes (DCE), reuniu, segundo os dirigentes do DCE, cerca de 250 alunos que invadiram com apitos, bandeiras e palavras de ordem a sala do Conselho no prédio da Reitoria, na Cidade Universitária.

  Assista à matéria em vídeo sobre a sessão do Consuni

A Sessão do Conselho Universitário da UFRJ (Consuni) foi suspensa na manhã desta quinta-feira, 10 de abril, durante manifestação de estudantes contra o Plano Diretor da Universidade. O ato, convocado pelo Diretório Central dos Estudantes (DCE), reuniu, segundo os dirigentes da entidade, cerca de 250 alunos, que ocuparam a sala de sessões do Conselho, no prédio da Reitoria, com apitos, bandeiras e palavras de ordem.

O que vem sendo debatido no Consuni, na verdade, não é ainda o Plano Diretor da UFRJ, mas, sim, um anteprojeto de diretrizes gerais para a elaboração de uma proposta de Plano a ser discutida em toda a comunidade universitária. Seu objetivo, conforme consta na abertura do documento em discussão, é o de “Apresentar um conjunto de diretrizes e orientações que sirvam de base à elaboração de um novo Plano Diretor para a Universidade Federal do Rio de Janeiro.”

Esse anteprojeto, apresentado ao Consuni em 27 de março, foi elaborado com base em relatório produzido pelo Grupo de Trabalho constituído pelos professores Carlos Bernardo Vainer, Ivana Bentes, João Ferreira, Luiz Pinguelli Rosa, Pablo Benetti e Roberto Lent.

As propostas de diretrizes para o Plano Diretor da UFRJ 2020, em debate no Consuni, apontam não só para a integração interna da universidade, mas também para sua integração com a cidade do Rio de Janeiro. Segundo o relatório apresentado pelo Grupo de Trabalho, "a necessidade de um novo instrumento que regule as intervenções espaciais na UFRJ, em consonância com suas atividades acadêmicas e seu projeto institucional, já se fazia sentir há muito tempo". O mesmo relatório lembra que "o Plano Diretor ainda em vigor data de 1972 e foi elaborado durante a ditadura militar, para atender as exigências da reforma universitária promovida no final dos anos sessenta".

As lideranças estudantis do DCE da UFRJ alegam, contudo, que a aprovação e implementação do Plano Diretor é a efetiva implantação do REUNI, projeto contra o qual parte dos estudantes estão lutando.

Um dos membros do DCE e conselheiro do Consuni, Jorge Badauí, acusou a Reitoria de não estar sendo democrática no processo de aprovação do Plano. Ele afirmou ainda que é necessária a realização de debates em todas as unidades e pediu um plebiscito a fim de que a comunidade acadêmica vote acerca da questão. Os estudantes inviabilizaram a continuação da sessão do Conselho, que foi suspensa pelo reitor Aloísio Teixeira.

Em seguida os estudantes se reuniram no Salão Nobre da Reitoria onde debateram, com alguns professores presentes, a forma como estão sendo traçadas as diretrizes do Plano Diretor, e reforçaram a convocação para o debate que estão organizando, marcado para a próxima quinta-feira, 17 de abril, no Salão Pedro Calmon do Fórum de Ciência e Cultura, campus Praia Vermelha, às 18 horas.