Categorias
Memória

Última oportunidade para conferir ópera

Nesta quarta-feira, 12 de agosto, a Escola de Música da UFRJ apresenta mais um espetáculo de alta qualidade: "O professor de Música". A apresentação tem entrada franca e acontece no salão Leopoldo Miguez, às 19h.

Nesta quarta-feira, 12 de agosto, a Escola de Música da UFRJ apresenta ao público mais um espetáculo de alta qualidade, O professor de música, ópera cômica em dois atos atribuída a G. B. Pergolesi, de 1752. O espetáculo tem entrada franca e acontece no Salão Leopoldo Miguez, às 19h.

Montagem deste ano do projeto Ópera na UFRJ e sucesso absoluto de público e crítica,  o espetáculo foi apresentado no Teatro Municipal de Niterói e em Petrópolis, sob a direção musical de Priscila Bonfim e direção cênica de José Henrique Moreira.

O autor
Compositor italiano, nascido em Jesi, perto de Ancona, em 1710, Giovanni Battista Pergolesi começou a estudar violino muito cedo e, demonstrando uma notável aptidão, aos 16 anos foi convidado a ingressar no Conservatorio dei Poveri di Gesu Cristo, em Nápoles. Com a família a atravessar um período difícil, Pergolesi decidiu começar a compor profissionalmente. O seu primeiro trabalho de sucesso foi a ópera Salustia, premiada em Nápoles em 1732 quando tinha apenas 22 anos. Compôs mais de 30 sonatas para violino e baixo, sendo que 24 foram editadas postumamente em Londres. Pergolesi, considerado o pai da ópera cômica, faleceu com apenas 26 anos.

A obra
A atribuição da autoria de Il maestro di musica a Pergolesi se deve a um fato histórico. Em 1752, uma companhia de ópera italiana se instalou no Academie de la Musique, de Paris, e uma de suas óperas foi La serva padrona, de Pergolesi. Apesar de já ter sido encenada em 1749, foi sua apresentação no principal teatro musical de Paris que a transformou num enorme sucesso. A companhia, no ano seguinte, encenou Il maestro di musica como sendo de Pergolesi para, evidentemente, aproveitar o sucesso de La serva padrona. Foi desta forma que Pergolesi, já falecido, ganhou um novo sucesso, que perdura até hoje.

Il maestro é de Pietro Auletta (1698 ­1771), ou do que sobrou da sua ópera cômica de maior sucesso, L’Orazio (1737). Quando esta percorreu toda a Europa, era modificada em cada cidade em que era apresentada, sendo números retirados e/ou substituídos por outros de autores locais ou não. Foi este resultado da mistura de várias peças, de diversos compositores, que foi apresentado aos franceses em 1752 como Le maitre de musique, e publicado em 1753 como sendo de Pergolesi. (Pesquisa de Bruno Furlanetto, do Theatro Municipal do Rio de Janeiro)

Serviço:
Local: A Escola de Música da UFRJ fica na Rua do Passeio, 98, Lapa, Rio de Janeiro – RJ.
Quando: 12/08 (quarta-feira)
Horário: 19h
Entrada gratuita