Categorias
Memória

Indígena defende tese sobre reocupação de terras tradicionais pelos Ava Guarani e Ava Kaiowá

Produzida no âmbito do Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social (PPGAS) do Museu Nacional  da UFRJ, a tese de doutorado de Tonico Benites, indígena Guarani-Kaiowá, será defendida na próxima segunda (24/2).

O processo de reocupação de terras tradicionais pelos indígenas Ava Guarani e Ava Kaiowá no estado do Mato Grosso do Sul ao longo das três últimas décadas, bem como os conflitos fundiários envolvendo indígenas e não indígenas, é o tema da tese de doutorado de Tonico Benites, indígena Guarani-Kaiowá, no Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social (PPGAS) do Museu Nacional da UFRJ. A tese será defendida na próxima segunda (24/2), com a orientação do professor João Pacheco de Oliveira.

Além do destaque de ser um aluno indígena concluindo o doutorado em Antropologia Social, o próprio conteúdo do trabalho também tem grande importância. Trata-se da compreensão dos conflitos sob a ótica de uma liderança indígena exercendo a autoridade acadêmica conferida pela formação antropológica.

A defesa de tese de Tonico Benites será na sala Lygia Sigaud, no prédio do Museu Nacional, Quinta da Boa Vista, a partir das 13h30.