Categorias
Memória

UFRJ celebra a não remoção da Vila Autódromo

Na última sexta-feira (9/8), a Associação de Moradores, Pescadores e Amigos da Vila Autódromo alcançou uma grande conquista com o apoio da UFRJ. Saiba mais.

Bianca Pinheiro

Na última sexta-feira (9/8), a Associação de Moradores, Pescadores e Amigos da Vila Autódromo alcançou uma grande conquista com o apoio da UFRJ: em reunião com Eduardo Paes, prefeito do Rio, houve o reconhecimento de que a comunidade não estava sendo tratada corretamente no que se refere às ameaças de remoção, e foi proposta a abertura de negociações para permanência e urbanização da Vila Autódromo.

A desistência, pela prefeitura, em relação à remoção da Vila Autódromo é resultado da elaboração de um planejamento alternativo para a comunidade, em que os próprios moradores estabeleceram o que deve ser feito, e como,  para atender às necessidades do local.

O Núcleo Experimental de Planejamento Conflitual (Neplac) assessorou o desenvolvimento do Plano Popular da Vila Autódromo, juntamente com o Núcleo de Estudos e Projetos Habitacionais e Urbanos (Nephu) da UFF. O Neplac é um núcleo do Laboratório Estado, Trabalho, Território e Natureza,   coordenado pelo professor Carlos Vainer e vinculado ao Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano e Regional (Ippur) da UFRJ.

O Plano Popular da Vila Autódromo envolve Programa Habitacional, Programa de Saneamento, Infraestrutura e Meio Ambiente, Programa de Serviços Públicos e Programa de Desenvolvimento Cultural e Comunitário, tendo como objetivo reivindicar o direito de a comunidade continuar existindo e de seu desenvolvimento urbano, econômico, social e cultural.

Conheça o Plano Popular da Vila Autódromo.