Categorias
Memória

Festival marca reinauguração do órgão Tamburini

A Escola de Música (EM) da UFRJ realiza uma série de concertos este mês para comemorar a conclusão da reforma do histórico órgão Tamburini.

 A Escola de Música (EM) da UFRJ realiza uma série de quatro concertos este mês para comemorar a conclusão da reforma do histórico órgão Tamburini. O festival, sob a curadoria de Alexandre Rachid, teve início nesta terça, dia 10, com a apresentação de Gertrud Mersiovsky. Os demais concertos acontecem nos dias 13, 17 e 20, sempre às 18h30, no Salão Leopoldo Miguez da EM.

No programa, autores como Bach, Vivaldi e Mendelssohn, dentre outros. Também haverá espaço para a música clássica brasileira, com a estreia de “Mestre Valentim no Largo do Carmo”, obra de Ricardo Tacuchian.

O instrumento, instalado em 1954, é o único grande órgão de tubos do Rio e um dos poucos integrados a uma sala de concertos no Brasil. A reforma, que durou dois anos, teve investimento de cerca de R$ 800 mil, patrocinados pela Petrobras. A recuperação do Tamburini faz parte do projeto de revitalização dos espaços da Escola de Música, apoiado pela estatal.  A reforma teve o suporte ainda da Fundação Universitária José Bonifácio (FUJB) e da Reitoria da UFRJ.

A Escola de Música fica na Rua do Passeio, 98, Lapa.

Programação do Festival

– Dia 13 de abril, 18h30: José Luís de Aquino (obras de J. S. Bach-Vivaldi, Georg Böhm, L. Vierne, F. Franceschini, Ângelo Camin e Olivier Messiaen);
– Dia 17 de abril, 18h30: Marco Aurélio Lischt (obras de J. S. Bach, Calimério Soares, César Franck e Louis Vierne);
– Dia 20 de abril, 18h30: Alexandre Rachid (obras de J. S. Bach, César Franck, Alexandre Rachid, Ricardo Tacuchian, F. Mendelssohn e Marcel Dupré).