Categorias
Memória

Prefeitura adotará medidas para melhorar tráfego no campus

Para atenuar os nós do trânsito no campus na hora do rush, diversas medidas serão adotadas pela Prefeitura Universitária (PU) em novembro. O primeiro passo será dado a partir do dia 28 de novembro, com o fechamento do Portão 3, que permite o ingresso à Cidade Universitária por quem vem pela Linha Vermelha, entre 16 e 19 horas.

Para atenuar os nós do trânsito no campus na hora do rush, diversas medidas serão adotadas pela Prefeitura Universitária (PU) em novembro. O primeiro passo será dado a partir do dia 28 de novembro, com o fechamento do Portão 3, que permite o ingresso à Cidade Universitária por quem vem pela Linha Vermelha, entre 16 e 19 horas. Outras ações, porém, passarão a ser adotadas e haverá mais fiscalização para coibir a desordem, inclusive com a aplicação de multas para quem insistir em desrespeitar as normas básicas do Código de Trânsito Brasileiro.

Para auxiliar os motoristas e pedestres, operadores de trânsito estarão coordenando e sinalizando o tráfego nas vias da Cidade Universitária, principalmente nos pontos de travessia. Além disso, painéis luminosos serão instalados para avisar sobre o fechamento do portão 3 (no sentido de entrada do campus para quem chega pela Linha Vermelha) entre 16 e 19 horas. “Para escapar do trânsito na Linha Vermelha muitos acreditam que o campus é um atalho, mas acabam presos aqui dentro e atrapalhando a vida das pessoas que estudam e trabalham aqui”, disse o chefe da divisão de tráfego da PU Sidney Paiva.

A próxima etapa constará da criação de bloqueios, a partir das 16 horas, com cones que fecharão a passagem em torno da Praça Edson Abdalla Saad, em frente ao Restaurante Universitário. O objetivo é estender o trajeto dos motoristas até o retorno próximo à Bio-Rio, dando tempo para acomodação do tráfego em um número menor de vias. Aqueles com destino à Ilha do Governador e Baixada Fluminense devem seguir até o retorno próximo à Rua Maria Dollores Lins de Andrade (a do Corpo de Bombeiros), uma vez que outro bloqueio interromperá o fluxo entre a Estação de Integração e a Saída Norte.

“As pessoas que estavam acostumadas a pegar a Rua Professor Rodolpho Paulo Rocco, em frente ao Hospital Universitário Clementino Fraga Filho, deverão abandonar essa prática ou acabarão saindo na Avenida Brigadeiro Trompowski para pegar a antiga ponte do Galeão”, informou Paiva.

Paralelo ao trabalho de orientação de motoristas e pedestres, a Prefeitura Universitária vai intensificar a fiscalização das infrações cometidas por quem estaciona irregularmente sobre canteiros, jardins, calçadas, ciclovia, faixa de travessia de pedestres. Além de reboque do veículo, multas serão aplicadas pela equipe de operadores da CET-Rio e da PU, assim como nos casos de avanço de sinal e tráfego pela contramão das vias. “As pessoas precisam entender que devem respeitar a legislação de trânsito e não se comportar como se a Cidade Universitária fosse um espaço à parte do Rio de Janeiro”, concluiu Paiva.