Categorias
Memória

Hospital Universitário reabre Centro Cirúrgico

As cirurgias no Hospital Universitário Clementino Fraga Filho (HUCFF) voltaram a ser feitas, normalmente, na sexta-feira (28/10), e já estão agendados 12 procedimentos para esta data.

As cirurgias no Hospital Universitário Clementino Fraga Filho (HUCFF) voltaram a ser feitas, normalmente, na sexta-feira (28/10), e já estão agendados 12 procedimentos para esta data. Por sugestão da Superintendência de Vigilância Sanitária (Suvisa), o Centro Cirúrgico foi fechado no dia 6 de outubro, até que obras de correção da estrutura física do setor fossem concluídas. Hoje, (27/10), após nova vistoria, a Suvisa concluiu que "o Centro Cirúrgico está desinterditado, tendo em vista os cumprimentos das exigências feitas em relatório anterior".

No momento, sete salas estão aptas para receber pacientes. As imagens veiculadas de equipamentos do Centro Cirúrgico em má condições de uso não condizem com a realidade do setor. As salas da Ala D estão temporariamente desativadas. Não há observações da Suvisa no que diz respeito aos equipamentos utilizados no Centro Cirúrgico.

Atendimento

O HUCFF não teve, em momento algum, seu atendimento ambulatorial paralisado e as consultas acontecem normalmente, assim como o funcionamento do Serviço de Emergência que, desde 1992, é restrito ao atendimento de pacientes em tratamento ativo no hospital. Hoje, (27/10), 152 pacientes estão internados na unidade e 1043 atendimentos ambulatoriais foram agendados. No mês de outubro, 26.787 atendimentos ambulatoriais foram realizados no HUCFF.

Conforme planejado, as atividades da Ala D foram remanejadas para outras alas do hospital até que as obras nos pilares sejam concluídas. As medidas são preventivas e objetivam a manutenção da qualidade do atendimento. A previsão para o término da obra é de 35 a 60 dias. Em nenhum momento os pacientes do HUCFF foram transferidos para outras unidades. O remanejamento foi interno, para outras alas do próprio hospital.

Além dos atendimentos em Cardiologia, Clínica Médica, Dermatologia, Doenças Infecciosas e Parasitárias (DIP), Endocrinologia, Fisioterapia, Fonoaudiologia, Gastroenterologia, Ginecologia, Hematologia, Hemoterapia, Hepatologia, Imunologia, Medicina Nuclear, Nefrologia, Neurologia, Nutrição, Nutrologia, Oftalmologia, Oncologia, Ortopedia, Otorrinolaringologia, Pneumologia, Proctologia, Psicologia, Radiodiagnóstico, Radioterapia, Reumatologia, Serviço de Anatomia Patológica (SAP), Serviço de Medicina Física e Reabilitação (SMFR), Serviço de Métodos Especiais (SME), Serviço de Patologia Clínica (SPC) e Urologia. O HUCFF mantém o Cepedip – Centro de Estudos e Pesquisas em Doenças Infecciosas e Parasitárias; o IDT – Instituto de Doenças do tórax, onde há o NETT – Núcleo de Estudos e Tratamento do Tabagismo; o Laboratório de Nanorradiofármacos, que ajuda a impulsionar tratamentos e diagnósticos do câncer no país; o LabSono – Laboratório de Polissonografia, para a avaliação do sono e de suas variáveis fisiológicas; o LANCe – Laboratório Nacional de Células-tronco; Liquor – Laboratório de Líquido Cefalorraquidiano, estuda distúrbios neurológicos decorrentes da dengue; o Prociba – Programa de Preparo para Cirurgia Bariátrica e a UPC – Unidade de Pesquisa Clínica.

Saída de emergência

Em todos os andares devem ser utilizadas, em caso de emergência, além das escadas centrais (próximas ao hall dos elevadores), as escadas laterais correspondentes aos postos A, e as escadas correspondentes aos postos F, que têm acesso liberado do subsolo ao 13º andar.

Recursos para insumos e materiais permanentes

Aguarda-se, para os próximos dias, a liberação pelo MEC de 17 milhões, valor destinado a obras prioritárias (enfermarias, emergência, triagem, rede de gases medicinais).