Categorias
Memória

Fornecimento de água no Palácio Universitário deve ser retomado em setembro

A torre d’água que deverá restabelecer o fornecimento de água para o Palácio Universitário chegou ao campus da UFRJ na Praia Vermelha, na segunda-feira (15/08). De acordo com o prefeito da UFRJ, Ivan Ferreira Carmo, a previsão de conclusão desta obra – que teve início em abril – é para a primeira semana de setembro. A estrutura tem capacidade para 30 mil litros e será erguida na parte externa do Palácio.

A torre d’água que deverá restabelecer o fornecimento de água para o Palácio Universitário chegou ao campus da UFRJ na Praia Vermelha, na última segunda-feira (15/08). De acordo com o prefeito da UFRJ, Ivan Ferreira Carmo, a previsão de conclusão desta obra – que teve início em abril – é para a primeira semana de setembro. A estrutura tem capacidade para 30 mil litros e será erguida na parte externa do Palácio.

O abastecimento de água no edifício foi interrompido após a constatação de danos à caixa d’água, localizada logo abaixo do telhado da Capela São Pedro de Alcântara, que foi destruída por um incêndio em março deste ano. Desde abril, as unidades localizadas no Palácio Universitário contavam com contêineres hidráulicos, situados na parte externa do campus e instalados para contornar a falta de banheiros no edifício.

De acordo com Ivan, o uso da torre d’água é provisório, até que seja concluída a reforma e o restauro da Capela São Pedro de Alcântara, em um prazo de aproximadamente três anos. “Nas reuniões com o ETU (Escritório Técnico Universitário) é calculado o prazo de mais ou menos três anos para conclusão da reforma”, afirmou o prefeito.

O prefeito ainda prevê alguns reparos no sistema hidráulico, com a instalação da nova torre. “Não tem alteração de pressão, porque a torre ficará à mesma altura da antiga caixa d’água, mas como ficou muito tempo sem uso e, devido às condições das instalações antigas, podem ser necessários reparos em torneiras, ou algum entupimento”, explicou Ivan.

Após reparo, salas do prédio anexo da ESS são entregues

As turmas que foram remanejadas, em maio, para os módulos localizados no campo de futebol do campus da Praia Vermelha já retornaram às salas do prédio anexo da Escola de Serviço Social (ESS), de acordo com Ivan. O motivo da transferência para os módulos foi a queda de parte do teto de algumas salas do prédio, em abril. Cumprindo o prazo de 120 dias desde o incidente, o prefeito declarou que os reparos já foram feitos e as aulas ocorrem normalmente. Ainda de acordo com Ivan, os módulos devem ser desmontados na próxima semana.