Categorias
Memória

Ciência sem Fronteiras

Até 2014, o governo federal vai conceder 75 mil bolsas de estudo por meio do programa Ciência sem Fronteiras, numa parceria do Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT) com o Ministério da Educação (MEC), com o objetivo de estimular o avanço da ciência, tecnologia, inovação e competitividade, por meio da expansão da mobilidade internacional dos pesquisadores.

Até 2014, o governo federal vai conceder 75 mil bolsas de estudo por meio do programa Ciência sem Fronteiras, numa parceria do Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT) com o Ministério da Educação (MEC), com o objetivo de estimular o avanço da ciência, tecnologia, inovação e competitividade, por meio da expansão da mobilidade internacional dos pesquisadores.

Serão oferecidas oito modalidades de apoio, principalmente ao estudo de brasileiros no exterior, por meio do CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Tecnológico), que concederá 35 mil bolsas com um investimento de R$ 1,43 bilhão, e da Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior), que concederá 40 mil bolsas com recursos de R$1,73 bilhão. Além dessas, há uma expectativa do governo de que a iniciativa privada arque com mais 25 mil bolsas, totalizando 100 mil bolsas até o prazo.

O processo de seleção dos alunos, que começará neste semestre, será feito com base no mérito pelo potencial e desempenho acadêmico. Estudantes que ingressaram nas instituições pelo do Programa Universidade para Todos (ProUni) ou do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e que obtiveram nota no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) superior a 600 pontos também poderão participar.

Para mais informações, visite o site do Programa Ciência sem fronteiras: www.cienciasemfronteiras.cnpq.br