Categorias
Memória

Encontro sobre arte outsider na EBA

No dia 1° de junho, a Escola de Belas Artes da UFRJ (EBA) irá realizar o encontro Arte Outsider no Brasil e na Bélgica. Antecipando a exposição da obra de Arthur Bispo do Rosário, que acontecerá no Festival Europalia em Bruxelas, o programa tem como objetivo questionar as marginalidades da arte e suas denominações.

No dia 1° de junho, a Escola de Belas Artes da UFRJ (EBA) irá realizar o encontro Arte Outsider no Brasil e na Bélgica. Antecipando a exposição da obra de Arthur Bispo do Rosário, que acontecerá no Festival Europalia em Bruxelas, o programa tem como objetivo questionar as marginalidades da arte e suas denominações. Essa será uma oportunidade para a troca de experiências de diversos museus que trabalham com a perspectiva artística outsider.

O termo outsider art foi adaptado pelo crítico de arte Roger Cardinal, em 1972, como um sinônimo em inglês para art brut, do francês. O termo original, criado por Jean Dubuffet, visa descrever a arte criada fora dos contornos da cultura oficial. Dubuffet focou-se particularmente na arte realizada por “loucos” reclusos em asilos. Arthur Bispo do Rosário foi um artista plástico brasileiro considerado outsider, visto como louco por muitos e como gênio por outros.

No encontro, a mesa contará com três integrantes brasileiros e uma belga, serão Wilson Lazaro de Almeida curador do Museu Bispo do Rosário Arte Contemporânea, Gladys Schincariol, psicóloga e professora da Pós-graduação da PUC, Lula Vanderlei, médico, artista visual e poeta, e Coline de Reymaeker, pesquisadora belga sobre o fenômeno da arte outsider e sobre Arthur Bispo do Rosário .

O evento acontece nessa quarta-feira, 01 de junho, às 13h, no Auditório 664 do Prédio da Reitoria, Cidade Universitária, Fundão. A entrada é franca, e maiores informações podem ser obtidas no tel. (21) 2598-1651, ou através do e-mail divulgação@eba.ufrj.br.