Categorias
Memória

Nova frota para o transporte interno

Desde o primeiro minuto desta quinta-feira (12/5), começou a circular a nova frota de transporte interno da UFRJ, que trará mais conforto e agilidade para os usuários. O número de ônibus saltou de 13 para 22, um investimento que se justifica para incentivar o uso do transporte público na Cidade Universitária e entre os campi.

Novos ônibusDesde o primeiro minuto desta quinta-feira (12/5), começou a circular a nova frota de transporte interno da UFRJ, que trará mais conforto e agilidade para os usuários. O número de ônibus saltou de 13 para 22, um investimento que se justifica para incentivar o uso do transporte público na Cidade Universitária e entre os campi. Inicialmente, os veículos vão circular nos próximos dois meses nas cores originais das empresas – azul, branco e amarelo e totalmente amarelos –, mas trarão banners adesivos informando que estão a serviço da universidade na frente e laterais.
 
De acordo com o vice-prefeito Ivan Carmo, que a partir do segundo semestre assume a gestão da Prefeitura da Cidade Universitária, a prestação do serviço de transporte foi dividida por orientação jurídica entre três empresas: Normandy, Real Brasil e Alpha Rio Tour. A primeira é responsável por levar os passageiros entre os pontos definidos no Rio de Janeiro,  a segunda, entre a Ilha do Fundão e o Polo Avançado de Xerém, em Duque de Caxias, e a última apenas no campus da Ilha do Fundão.

Com 20% da capacidade de usuários ampliada, a nova frota tem ônibus dotados com ar-condicionado, assentos especiais e espaço específico para cadeirantes, além de elevadores próprios que facilitam a acessibilidade. “Estamos avaliando ainda como será a demanda de passageiros, já que pretendemos internamente reduzir o intervalo entre os veículos pelos pontos de 10 minutos para algo em torno de seis a sete minutos”, informou Ivan Carmo.

Por enquanto, os itinerários dos ônibus permanecem inalterados, mas testes serão realizados para racionalizar o trajeto dos veículos sem mudar os pontos de origem e destino. “Teremos também um número maior de ônibus para atender ao horário noturno. Com mais conforto, menor intervalo de espera dos passageiros e acessibilidade, esperamos contribuir para incentivar o uso do transporte público, reduzir a poluição e melhorar o trânsito aqui e no Rio de Janeiro”, concluiu Ivan Carmo.