Categorias
Memória

Estação de Integração é aberta

Com a inauguração, as linhas internas gratuitas promoverão a integração com as linhas de ônibus do transporte público municipal. A Estação de Integração é a primeira grande obra prevista pelo Plano Diretor da Universidade.


  Assista o vídeo na WebTV

Aberta ao público nesta terça-feira (24/8) a Estação de Integração UFRJ do campus Cidade Universitária, que altera a circulação de ônibus no interior da ilha, a fim de resolver o congestionamento, no horário de pico, de saída da universidade. A estação fica na Rua Professor Rodolpho Paulo Rocco, em frente à Escola de Educação Infantil, e oferecerá mais conforto e segurança a todos que circulam diariamente na região.

Com a inauguração, as linhas internas gratuitas promoverão a integração com as linhas de ônibus do transporte público municipal. Além das linhas já existentes (Estação – COPPEAD e Estação – Vila Residencial), o usuário do Transporte Integrado da UFRJ contará com uma terceira linha interna: Estação – Alojamento. A nova conexão atenderá as pessoas que circulam na área compreendida entre o Hospital Universitário, a Prefeitura Universitária, a Escola de Educação Física e Desportos (EEFD), o Restaurante Universitário, o Alojamento Estudantil, a BioRio e o Centro de Ciências da Saúde (CCS).

De acordo com o secretário municipal de Transportes, Alexandre Sansão, presente ao evento, o projeto servirá de modelo para outras estações de transporte coletivo rodoviário a serem construídas na cidade do Rio de Janeiro. Ele parabenizou a UFRJ pela iniciativa e destacou que o espaço beneficiará também pessoas de fora da comunidade universitária, já que as linhas de ônibus convencionais da rede municipal também utilizarão o espaço.

O prefeito da Cidade Universitária, Hélio de Mattos, ressaltou que a Estação de Integração é a primeira grande obra prevista pelo Plano Diretor da Universidade. Segundo ele, estação tem como objetivo resolver o problema de mobilidade não apenas dentro do campus, mas também nas adjacências. O prefeito informou, ainda, que a Cidade Universitária recebe por dia cerca de 80 mil pessoas, o equivalente a um Maracanã lotado. A construção da Estação tem papel importante também na integração do transporte do Rio de Janeiro e da própria UFRJ. Porque vai gerar melhoria no trânsito na hora do rush, acabando com a aglomeração de ônibus na entrada da Avenida Brigadeiro Trompowisky, com reflexos nos principais corredores de tráfego da cidade — a Avenida Brasil e as linhas Vermelha e Amarela.

Outra novidade prevista com o novo terminal é a reordenação do comércio que funciona precariamente em torno das unidades de saúde. A Estação de Integração Rodoviária contará com duas praças de alimentação com quiosques para refeições e serviços, sanitários e área de convivência. A obra para a construção dos quiosques está em fase de licitação e deve ser implantada no decorrer do próximo ano.