Categorias
Memória

Docentes UFRJ-Macaé transformam os ecossistemas do município em salas de aulas

Professores do Ensino Fundamental e Médio de  municípios da Região Norte-Fluminense participam, esta semana, do 24o Curso “Vivencias em Ecologia" do Nupem/UFRJ.

Quarenta professores do Ensino Fundamental e Médio de vários Municípios da Bacia da Região estarão, a partir de hoje (19) até o dia 23 de Julho, no Nupem/UFRJ participando do 24o Curso “Vivências em Ecologia”. Esse curso, que é ministrado desde 1997, já qualificou cerca de 1500 professores e tem como temática central o estudo dos ecossistemas de Macaé com o lema: conhecer para valorizar e preservar.

Durante uma semana, os mestres tornam-se alunos de professores da UFRJ, que na realidade são 12 alunos de graduação do Instituto de Biologia, sob  orientação dos professores Deia Maria Ferreira e Reinaldo Luiz Bozelli, responsáveis pela formação.

As salas de aulas são restingas, lagoas, mata atlântica, manguezal, o rio Macaé e o costão rochoso da Praia dos Cavaleiros. Nesses ambientes privilegiados, ocorrem discussões sobre biodiversidade, efeito estufa, alternativas para o crescimento econômico e a preservação ambiental.

De acordo com a professora Deia, professora do Instituto de Biologia, o potencial multiplicador dos cursos é extraordinário. “Hoje temos uma pesquisa em andamento que mostra que o ensino de Ciências e de Biologia em Macaé e região têm melhorado consideravelmente depois que os cursos passaram a ser oferecidos regularmente” (dois por ano), afirma a professora.

Um dos aspectos mais relevantes é o fato de que os professores que participaram dos cursos passam a incorporar em suas aulas conceitos sobre o ambiente da região aproximando o conteúdo da realidade dos alunos, o que é muito importante para a formação da consciência ambiental dos cidadãos de Macaé e região.

Para o professor Reinaldo Bozelli, a construção de uma sociedade sustentável passa pela formação da consciência ecológica de seus cidadãos. “Notadamente numa região submetida a elevados índices de crescimento populacionais como aqueles que são registrados em Macaé”, afirma Bozelli.

Esse tipo de curso é um excelente exemplo de como o conhecimento científico obtido nas bancadas da UFRJ pode chegar de maneira rápida e eficaz às salas de aulas e também como possibilitar que os graduandos compartilhem experiências e vivências com os docentes dos ensinos fundamental e médio, ou seja, aquelas que estão na ponta do sistema educacional. “É uma experiência fantástica para todos os envolvidos com a educação e o ensino de Biologia”, finaliza Bozelli.