Categorias
Memória

Criados cinco novos cursos de pós-graduação na UFRJ

Os cursos de mestrado em Mecatrônica, na Coppe; o doutorado em Lógica e Metafísica no Instituto de Filosofia e Ciências Sociais (Ifcs); o mestrado e o doutorado em Biodiversidade e Biologia Evolutiva, no Instituto de Biologia agora podem ser realizados na universidade.

 

O Conselho Universitário (Consuni) aprovou a criação de cinco novos cursos de pós-graduação, na sessão da quinta-feira passada (24/6). Os cursos de mestrado em Mecatrônica, na Coppe; o doutorado em Lógica e Metafísica no Instituto de Filosofia e Ciências Sociais (Ifcs); o mestrado e o doutorado em Biodiversidade e Biologia Evolutiva, no Instituto de Biologia agora podem ser realizados na universidade.

No Polo Universitário de Macaé, também surgiram os dois primeiros cursos de mestrado da UFRJ na cidade do Norte Fluminense, em Ciências Ambientais e Conservação e em Produtos Bioativos e Biociências.

Os conselheiros aprovaram ainda o relatório de gestão e o balanço patrimonial da Fundação Universitária José Bonifácio (FUJB). Apesar da aceitação da prestação de contas feita pela Fundação, o déficit de R$ 2 milhões registrado em 2009 preocupa o Conselho, que propôs análise operacional a fim de que a FUJB consiga reequilibrar-se.

O Consuni aprovou, por unanimidade, a outorga do título de professor emérito à professora Maria Auxiliadora Kaplan, atendendo a solicitação do Núcleo de Pesquisa em Produtos Naturais (NPPN), e do título de professor honoris causa ao professor Jean Robert David do Centre Nationale de Recherche Scientifique (CNRS), da França.

Memorial a estudantes vítimas da ditadura

O professor Carlos Vainer, representante dos professores titulares do Centro de Ciências Jurídicas e Econômicas (CCJE), anunciou que, com apoio da Secretaria Especial de Direitos Humanos (SEDH), será construído na Cidade Universitária um memorial aos estudantes mortos e desaparecidos durante a ditadura militar. De acordo com Vainer, em breve, será lançado edital para selecionar o projeto do memorial, do qual poderão participar estudantes de todas as universidades do estado do Rio de Janeiro.

O júri, responsável pela escolha do projeto, será composto por docentes da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU) e da Escola de Belas Artes (EBA) e por um representante da SEDH. O memorial será construído na praça localizada em frente ao Restaurante Universitário Édson Luiz de Lima Souto.