Categorias
Memória

Abalo estrutural em pilares deixa HUCFF em alerta

Ruído anormal, acompanhado de rápido tremor na parte desocupada do prédio do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho (HUCFF) da UFRJ deixa universidade em alerta.

Ruído anormal, acompanhado de rápido tremor na parte desocupada do prédio do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho (HUCFF) da UFRJ, conhecida como “perna seca”, mobilizou, ainda na madrugada de segunda-feira, dia 21/6, a Direção-Geral  do hospital e técnicos da área de Engenharia da UFRJ  que  identificaram abalo estrutural  em dois dos pilares que sustentam a edificação.

Identificado o problema,  “por medida de segurança, para pacientes e funcionários, algumas áreas do hospital estão sendo remanejadas para outros setores” informa, em nota oficial,  a Direção do HUCFF que adotou duas medidas importantes: a rápida e imediata contenção estrutural dos pilares com placas e vigas de aço nas duas colunas, assim como em outras adjacentes e o remanejamento interno de 79 dos 260 pacientes. Além disso, com o apoio de Secretaria de Estado de Saúde e Defesa Civíl  do Rio de Janeiro,  hospital de campanha será instalado no estacionamento da Faculdade de Odontologia, contíguo ao prédio do HUCFF, para onde serão deslocado pacientes de tratamento coronariano intensivo .

 “As medidas que estão sendo adotadas, do ponto de vista estrutural, segundo os especialistas e técnicos, são adequadas para conter a evolução do abalo retirando o risco iminente de desabamento, em 24 horas, que é o período critico nesse tipo de situação”, tranquiliza José Marcos Eulálio, diretor-geral do HUCFF.

As providências da Direção foram e estão sendo apoidas pela Reitoria da UFRJ. Segundo Carlos Levy, pró-reitor de Planejamento (PR-3) da instituição, ”todas as condições serão dadas pela Reitoria para que se produza solução imediata para o problema”, isso, além do que já vem sendo projetado como solução definitiva para a “perna seca” do HUCFF.

Como funciona o HUCFF nesta terça-feira
O planejamento de atividades de ensino e assitência do hospital para o dia 22 de junho fica da seguinte maneira:

– Os atendimentos ambulatóriais, a coleta de exames e o Serviço de Métodos Especiais (SME) estão mantidos e em funcionamento;

– Os serviços de internações clínicas e cirúrgicas (SICC) não funcionam;

– O Centro Cirúrgico tem canceladas as cirurgias eletivas mas funcionarão as salas de 1 a 14 para cirurgias de emergência; as salas 15 a 21 (Ala D) estão, inicialmente, por medida de precaução, interditadas;

– As aulas estão suspensas.