Categorias
Memória

Rede de Desenvolvimento da Maré discute segurança pública

Eliana Souza e Silva, da Rede de Desenvolvimento da Maré e da PR-5, participou do evento, que teve como objetivo pensar e propor políticas e ações de Segurança Pública com a participação da comunidade.

A Rede de Desenvolvimento da Maré promoveu, no dia 23 de janeiro, o evento “Maré discute desdobramentos da 1ª Conferência Nacional de Segurança Pública”, para estreitar o diálogo com o poder público, definir como as diretrizes serão implantadas e como a sociedade pode ajudar na questão da segurança pública após a  1ª Conferência Nacional de Segurança Pública (Conseg), realizada em Brasília em agosto do ano passado.
 
Durante o encontro, a diretora da Rede de Desenvolvimento da Maré, criadora da Divisão de Integração Universidade-Cidade, órgão vinculado à Pró-Reitoria de Extensão (PR-5), Eliana Souza e Silva, afirmou a intenção de criar um programa chamado “Legítima Defesa: Diálogos sobre Segurança Pública na Maré”, baseado em três eixos de ação: formação, intervenção e mobilização, a fim de promover um espaço permanente de reflexão e proposição de políticas e ações de Segurança Pública com a participação da Maré.
 
O evento contou ainda com um representante do Conselho Nacional de Segurança, Daniel Avelino, que explicou que a primeira ação imediata foi analisar os projetos legislativos que tinham relação com as propostas e diretrizes da Conseg, como, por exemplo, a manutenção da maioridade penal.
 
Outro ponto destacado pelo representante é a reestruturação do Conselho Nacional de Segurança Pública (Conasp), que passará a ser mais democrático e terá a participação da sociedade civil, trabalhadores e gestores da segurança pública. A população terá até o dia 2 de abril para pedir audiências públicas e consultas livres para sugerir como o novo conselho deve ser e como será feita a eleição.