Categorias
Memória

Grupo da Unicamp no Haiti passa bem

Sete estudantes e um professor da Universidade de Campinas treinavam estudantes em situações de conflito, tendo como referência um projeto de pesquisa desenvolvido em parceria com o Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social da UFRJ.

Segundo informações da assessoria de imprensa da Universidade de Campinas (Unicamp), sete alunos e um professor, que estão no Haiti, passam bem e se preparam para ajudar a população. O grupo está no país para treinar estudantes em situações de conflito e pós-conflito, tendo como referência um projeto de pesquisa desenvolvido nos últimos anos, em parceria com o Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social da UFRJ.

O grupo de seis estudantes de graduação e uma aluna de mestrado, coordenados pelo professor Omar Ribeiro Thomaz, do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH) da Unicamp, estava no país desde 31 de dezembro para uma pesquisa de campo no Haiti.

Entenda

Um terremoto de sete graus na Escala Richter atingiu, na noite da última terça, dia 12, a capital haitiana, Porto Príncipe. Até o momento, já estão confirmadas as mortes de 12 brasileiros. Entre eles, a fundadora da Pastoral da Criança, Zilda Arns, além de 11 militares, que serviam na missão das Organizações das Nações Unidas (ONU) no país.

Fonte: SOLANGE SPIGLIATTI – Agencia Estado