Categorias
Memória

UFRJ sediará centro de pesquisa de pré-sal

Multinacional francesa, produtora de serviços tecnológicos na área de petróleo, será instalada no Parque Tecnológico.

Nessa quinta-feira, 10 de setembro, ocorreu a assinatura do contrato entre a multinacional francesa Schlumberger, produtora de serviços tecnológicos na área de petróleo, e a Universidade Federal do Rio de Janeiro, para a construção do primeiro Centro de Pesquisa Internacional de Pré-sal, que será instalado no Parque Tecnológico da UFRJ, numa área de 8 mil metros quadrados na Cidade Universitária, ao lado do Lab Oceano, do Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa em Engenharia (COPPE).

O evento aconteceu no Salão Nobre do Conselho Universitário da UFRJ e contou com as presenças do reitor da universidade, Aloísio Teixeira, do vice-governador do Estado do Rio, Luiz Fernando de Souza, do diretor do Parque Tecnológico da UFRJ, Maurício Guedes, da pró-reitora de Pós-Graduação e Pesquisa da UFRJ, Ângela Uller, do presidente da Schlumberger na América Latina, César Jaime, do gerente da Schlumberger no Brasil, Antoine Track, da gerente-geral da empresa no Brasil, Ana Zambelli, do gerente executivo do Centro de Pesquisas Leopoldo Américo Miguez de Mello (CENPES), da Petrobras, Carlos Tadeu da Costa Fraga, e do secretário municipal de Ciência e Tecnologia, o vereador Rubens Andrade.

Maurício Guedes foi quem abriu a cerimônia. Ele comentou a importância da construção do centro de pesquisa no Parque Tecnológico, que empregará centenas de pessoas e promoverá avanços na exploração do pré-sal e de petróleo. O diretor também lembrou que o Rio de Janeiro possui uma grande “inteligência do petróleo”, já que possui muitas pesquisas desenvolvidas no Estado para ajudar na exploração petrolífera, ajudadas pelas parcerias da Petrobras com as universidades.

O francês Antoine Track, gerente da Schlumberger no Brasil, enfatizou que o Centro Tecnológico tem muitos ingredientes para o sucesso, devido à sua proximidade com a UFRJ, com o Aeroporto Internacional Tom Jobim e com a Petrobras. Além disso, Track elogiou a tecnologia avançada do CENPES e do Parque Tecnológico da UFRJ.

O gerente executivo do CENPES, Carlos Tadeu, pontuou que, graças aos recursos humanos competentes formados em universidades, além da grande quantidade de pesquisas e desenvolvimento em parceria com outras companhias, a Petrobras tem tudo para continuar crescendo. Lembrou que no Centro Tecnológico a ser construído estarão projetos de desenvolvimento para enfrentar os desafios da tecnologia, principalmente com a nova descoberta de petróleo em camadas muito profundas.

Angela Uller, pró-reitora de Pós-graduação e Pesquisa, elogiou a pesquisa da UFRJ e do CENPES em busca do conhecimento e desejou que a relação UFRJ/Schlumberger seja igual à parceria entre a universidade e a Petrobras, muito fraternal.

No fim do evento, Aloísio Teixeira agradeceu a presença dos convidados, além de afirmar que a UFRJ está em expansão e se transformando, e que o principal motor dessa mudança é a integração maior com a sociedade. O reitor exaltou o polo de pesquisa que constitui a Cidade Universitária, com o CENPES junto à UFRJ, e agora a Schlumberger. Depois do agradecimento, os membros da mesa assinaram o contrato entre a universidade e a multinacional.