Categorias
Memória

Escola de Educação Física organiza torneio de Polo Aquático

A partir do dia 11 de junho acontece na Escola de Educação Física e Desportos (EEFD/UFRJ) o II Torneio de Polo Aquático por Amizade.
 A partir do dia 11 de junho acontece na Escola de Educação Física e Desportos (EEFD/UFRJ) o II Torneio de Polo Aquático por Amizade, parte das comemorações do aniversário da escola. De acordo com o professor Waldir Ramos, diretor da EEFD, o torneio tem como objetivo realizar um intercâmbio entre as pessoas que gostam de praticar esporte.

Diversas equipes já se inscreveram e as atividades estão programadas para acontecerem até o dia 13, prazo que pode ser estendido por mais um dia caso haja necessidade. “Até agora temos oito equipes confirmadas e estamos aguardando a confirmação de outras. Geralmente as equipes de outros estados confirmam de última hora”, afirma o diretor.

De acordo com Waldir Ramos, as equipes participantes não são formadas por profissionais do esporte, e sim por pessoas que se interessam por ele. “O torneio não é para competidores da primeira divisão. As equipes, em sua maioria, são formadas por jogadores veteranos ou por universitários, ou são equipes militares”, informa.

A competição organizada pela EEFD não é meio de acesso ou faz parte de um circuito de polo aquático. “Ela é um torneio que nós estamos tentando tornar tradicional, como competições passadas que nós organizávamos; mas não há nenhuma ligação com algum circuito esportivo”, disse o diretor.
A UFRJ será representada por duas equipes durante o torneio: uma de veteranos, formada por funcionários administrativos e professores, e outra formada por alunos. “Não são somente alunos de Educação Física participando da competição: temos alunos de Engenharia, de Medicina, de várias unidades no time mais jovem”, comentou Waldir.

A arbitragem do evento será feita por uma pessoa externa à UFRJ, contratada. “A gente vai trazer um árbitro de fora porque o polo aquático é um esporte que ninguém gosta de apitar. O pessoal que está envolvido prefere jogar, então o ideal é que a gente traga um profissional de fora do evento, neutro”, afirmou o professor.

De acordo com o diretor, as equipes serão divididas em duas chaves para competir entre si. Após essa fase, os melhores colocados de cada chave se confrontam disputando a primeira colocação e as colocações secundárias dentro da chave. Ao fim, os primeiros colocados das chaves competem pela medalha de primeiro lugar. “Essa é uma boa maneira de fazer com que todos joguem bastante, que é o objetivo maior do torneio”, conclui Waldir.

Os jogos do torneio serão realizados na piscina da EEFD a partir das nove da manhã, e continuarão até a tarde, com intervalo de meio-dia às 14h. Todas as competições são abertas ao público.