Categorias
Memória

Dia Mundial do Meio Ambiente estimula conscientização

No dia 5 de junho, instituições de diversos países realizarão eventos para comemorar o Dia Mundial do Meio Ambiente.

 No dia 5 de junho, instituições de diversos países realizarão eventos para comemorar o Dia Mundial do Meio Ambiente, estabelecido pela Conferência das Nações Unidas (ONU) em 1972, em Estocolmo, na Suécia. Durante as comemorações, serão desenvolvidas ações para estimular a conscientização da sociedade sobre a degradação do meio ambiente.

A Conferência reuniu 113 países e 250 organizações não governamentais para discutir a deterioração que o homem vem causando ao meio ambiente e as consequências que essas ações trariam para o futuro. Poluição, desmatamento, efeito estufa e aquecimento global são apenas alguns dos vários problemas decorrentes de ações da humanidade pelos quais passa o planeta.

De acordo com a professora Elen Beatriz A. Vasques Pacheco, do Instituto de Macromoléculas professora Eloísa Mano (IMA), o objetivo do Dia Mundial do Meio Ambiente é “tentar levar o respeito à sociedade através de informações e mostrar que estamos cuidando da nossa sobrevivência, do nosso futuro e das próximas gerações”.

Para Elen Pacheco, a ausência de respeito com o meio ambiente esbarra na falta de conhecimento da sociedade sobre a importância de iniciativas individuais; na falta de capital das empresas para montar estações de tratamento para os seus resíduos; e na falta de poder de polícia, que mal equipada não tem condições de fiscalizar o cumprimento das leis.

Foi a partir da criação do Dia Mundial do Meio Ambiente que o Brasil, em 1974, iniciou um trabalho de preservação ambiental para divulgar à sociedade o que cada um poderia fazer para preservar a natureza. Segundo a professora, embora não haja um tema específico, um dos assuntos mais discutidos é a água, cuja poluição através de lixo, esgoto e dejetos químicos industriais contribui para a escassez do recurso.

As atividades desenvolvidas no Dia Mundial do Meio Ambiente variam de acordo com o lugar, o público-alvo e a intenção de quem organiza. Do teatro e horto comunitário em escolas primárias a palestras em universidades e ações individuais de empresas, o evento trata de assuntos relacionados ao local em que é realizado, divulgando tanto os problemas como os programas existentes para combatê-los.

Na UFRJ

No próximo dia 5 de junho, o Centro de Tecnologia (CT/UFRJ) realiza palestras, a partir das 9h, com Rosane Mara Detommazo Muniz (Assessoria de Sistemas de Qualidade da COPPE), Kátia Monte Chiari Dantas e Janete Pereira da Silva (Decania do CT) e a professora Elen Pacheco para apresentar os principais programas desenvolvidos pelo Centro. Entre eles estão o “Recicla CT” e a “Agenda Ambiental na Administração Pública (A3P)”. Em seguida, haverá apresentação dos corais da COPPE e da Escola de Química, além de exposição de materiais recicláveis e trabalhos manuais.