Categorias
Memória

Nova direção do IESC toma posse

A nova diretora do Instituto de Estudos em Saúde Coletiva (IESC/UFRJ), Heloísa Pacheco-Ferreira, tomou posse do cargo em cerimônia realizada nessa quarta-feira, dia 16 de abril, no Salão Nobre do Instituto. A vice-diretora Maria Claudia Vater, primeira professora concursada para o IESC, também assumiu o novo posto, juntamente com outros integrantes da nova gestão.

 A nova diretora do Instituto de Estudos em Saúde Coletiva (IESC/UFRJ), Heloísa Pacheco-Ferreira, tomou posse do cargo em cerimônia realizada nessa quarta-feira, dia 16 de abril, no Salão Nobre do Instituto. A vice-diretora Maria Claudia Vater, primeira professora concursada para o IESC, também assumiu o novo posto, juntamente com outros integrantes da nova gestão.

A mesa foi composta pelas novas diretora e vice-diretora, pela vice-reitora Sylvia Vargas, pela ex-diretora do IESC Letícia Legay, pelo prefeito da UFRJ Hélio de Mattos, pela vice-decana do Centro de Ciências da Saúde (CCS) Maria Fernanda Quintella e pela coordenadora de extensão do CCS Diana Maul.

A ex-diretora Letícia Legay afirmou que a data é um dia de festa para o IESC, que nomeia suas primeiras diretora e vice-diretora desde que o Núcleo de Estudos em Saúde Coletiva (NESC) foi transformado em Instituto em 2006, ou seja, uma unidade acadêmica "com uma responsabilidade proporcional a autonomia que conquistou", salientou a ex-diretora.

 – O fato da vice-reitora Sylvia Vargas estar aqui nomeando nossa diretora e vice-diretora eleitas para a gestão do IESC representa o reconhecimento da própria Universidade da importância do campo da saúde coletiva para a geração de conhecimentos em saúde, o que também é motivo de orgulho e comemoração para as equipes envolvidas em anos de trabalho para a concretização desse Instituto", acrescentou Letícia Legay.

A médica e ambientalista Heloísa Pacheco-Ferreira apresentou suas propostas para a gestão. Entre elas, a diretora citou a pretensão de consolidar o IESC como um protagonista da saúde coletiva não só dentro da própria UFRJ, mas em todo o país, além de intensificar o relacionamento com unidades internas, nacionais e internacionais e criar uma estrutura que atenda a ensino, pesquisa e extensão, com ampliação dos recursos financeiros.

Além disso, será implementado o curso de graduação em Saúde Coletiva, em 2009. Heloísa Pacheco-Ferreira intenta expandir as disciplinas de graduação ligadas à saúde coletiva oferecidas a outros cursos, o que já ocorre com a Medicina, a Fisioterapia, a Fonoaudiologia e a Engenharia Ambiental. Letícia Legay falou sobre esse caráter interdisciplinar da Saúde Coletiva. "O campo da Saúde coletiva reúne ciência e arte e, desse modo, trabalha com conhecimentos que vêm dos mais diferentes campos de saber".

O NESC foi criado em 1989, devido à necessidade reconhecida pelo Hospital Universitário Clementino Fraga Filho (HUCFF) da criação de uma unidade com um perfil diversificado, complexo e interdisciplinar em saúde coletiva. Em 2006, o núcleo tornou-se instituto, o IESC, devido à expansão de sua produção de conhecimento e a todo o seu crescimento, conquistando, assim, a autonomia de unidade acadêmica.

Maria Fernanda Quintella, vice-decana do CCS, afirmou que "o centro se orgulha muito dessa nova unidade acadêmica e reconhece a importância que ela tem para a área de saúde, em especial para a saúde publica". A  vice-reitora Sylvia Vargas ressaltou que o IESC é uma unidade expressiva na universidade. À nova gestão, Sylvia Vargas desejou boa sorte, coragem e paciência para enfrentar os desafios que virão.