Categorias
Memória

Banco de Imagens divulga a universidade

O site da UFRJ ganhou, recentemente, mais uma ferramenta de grande utilidade: o banco de imagens, denominado Imagens UFRJ. Com mais de 40 mil fotos, em papel e arquivos digitais, o banco reúne uma amostra do acervo de imagens da instituição.

 O Portal UFRJ ganhou, recentemente, mais uma ferramenta de grande utilidade: o Banco de Imagens, denominado Imagens UFRJ. Com mais de 40 mil fotos em papel e arquivos digitais, a ferramenta reúne uma amostra do acervo de imagens da instituição. Hoje, ele faz parte do projeto de Coordenadoria de Comunicação (CoordCOM)da UFRJ, vinculada ao Gabinete do Reitor, proposta no Plano de Desenvolvimento Institucional, o PDI, em debate na UFRJ.

Segundo Gabriela d’Araújo, fotógrafa e responsável pelo do banco, a idéia de criar o Imagens UFRJ se instituiu na atual gestão da Reitoria da UFRJ, quando se percebeu que uma universidade como a UFRJ, considerada uma das maiores do país, não poderia deixar de ter um projeto capaz de preservar, também por meio de imagens, a sua história. “Diante dessa constatação, decidimos pesquisar e visitar algumas instituições que possuíam um sistema semelhante ao que pretendíamos implantar. Notamos, então, que iríamos precisar de um sistema de gerenciamento de imagens”, explica Gabriela, destacando que, na maioria dos lugares visitados, o programa havia sido comprado de empresas brasileiras e/ou estrangeiras. Ao contrário disso, o que está sendo implantado na UFRJ teve sua construção iniciada, no início de 2006, por um estudante de Ciências da Computação da UFRJ, Virgílio Fávero Neto. “A cada semana eu liberava um dos módulos do sistema, que já eram preenchidos com dados, para dar suporte aos módulos futuros. No final de maio, inicio de junho, liberei a parte correspondente ao cadastramento das imagens”, recorda o estudante. Durante os meses de junho, julho e setembro, foram implementadas novas tecnologias relacionadas à WEB 2.0, como Ajax, permitindo facilidades para o usuário.

Depois da escolha do sistema, começou a organização do acervo, com imagens referentes à instituição ou a temas ligados a ela. Nesse processo, o papel da bibliotecária Rossana Rocha foi indispensável, pois a mesma identificou as imagens por meio de pesquisas e as organizou por centros, pró-reitorias, faculdades, institutos núcleos e laboratórios, respeitando sempre a estrutura da UFRJ. “Todas as imagens inseridas no banco, possuem a finalidade de disseminar e dar visibilidade às informações, possibilitando assim o conhecimento da UFRJ pela sociedade. Por isso, trabalhamos meses na identificação, organização, preservação e digitalização desse acervo”, afirma Rossana Rocha, acrescentando que as fotografias em papel estão sendo digitalizadas em alta resolução, e que as danificadas estão sendo restauradas em softwares específicos para esse fim.

O processo de armazenamento e captação das imagens é lento, pois a equipe ainda é pequena para o grande trabalho existente. Diante disso, a Gabriela d’Araújo afirma que é importante aumentar o número de pessoas a partir de 2007, abrindo espaço para estudantes do curso de Biblioteconomia e das áreas de Comunicação Social e Belas-artes, interessados em fotografia. “Com uma equipe maior poderemos percorrer as unidades em busca de mais material para alimentar nosso banco; além de buscar preservar essas imagens que possuem um valor imensurável”, ressalta a fotógrafa.

Segundo d’Araújo, o grande diferencial do Imagens UFRJ é o de “disponibilizar para a sociedade uma mostra do acervo da universidade, sem nenhum custo, pois, acredita-se que todos têm o direito de acesso a essas obras gratuitamente, já que se trata de uma universidade pública. Entre outras finalidades, o banco possibilita a realização de um inventário histórico das transformações ocorridas na instituição; serve de material para produção de publicações e pesquisas iconográficas e reforça o estabelecimento de uma cultura de preservação da memória institucional”.

A pretensão, para o futuro, é também disponibilizar um acervo de ilustrações, gravuras e pinturas. Outra peculiaridade do Imagens UFRJ são as Exposições Virtuais, renovadas periodicamente. Nessa galeria, também pretende-se contemplar trabalhos fotográficos de estudantes e servidores da UFRJ.

Existe um sistema de proteção e controle do uso das imagens como, por exemplo, a marca d’água, o cadastro das pessoas que solicitarem as imagens e o contrato regido pelas leis brasileiras, que define termos e condições de licenciamento e utilização do material disponível no site.

Como funciona
Por enquanto, o banco de imagem funciona a partir do momento em que o usuário insere uma ou mais palavras-chave, ou o número da imagem no campo de busca, e clica em “OK”. Concluída a pesquisa, será exibida uma página com as imagens localizadas. Ao lado de cada uma aparece seu número e nome. Ao clicar no nome, o usuário terá acesso à legenda e às informações técnicas; ao clicar na imagem, ela será ampliada.
Segundo Gabriela d’Araújo, o sistema está sendo aperfeiçoado para ter busca avançada, em que o usuário poderá colocar mais referências em sua pesquisa. Essa ferramenta permitirá a combinação de palavras-chave e detalhes a respeito das características da imagem desejada.

Havendo interesse na utilização de imagens do banco, contato poderá ser feito com a equipe do Imagens UFRJ pelo e-mail imagem@ufrj.br ou pelos telefones (21) 2598-1894 e 2598-1898. Esse contatos também poderá ser feito por todos os interessados que desejarem compartilhar seus arquivos pessoais e institucionais relacionados à UFRJ.

O endereço na Internet do Imagens UFRJ é www.imagem.ufrj.br.