Categorias
Memória

CEG delibera sobre greve estudantil

Nesta quarta-feira, 10 de junho, o Conselho de Ensino de Graduação (CEG) da UFRJ reuniu-se em sessão ordinária e teve como principal ponto de pauta a greve estudantil, em curso na universidade.

O Conselho de Ensino de Graduação (CEG) da UFRJ reuniu-se em sessão ordinária nesta quarta-feira, 10 de junho, e teve como principal ponto de pauta a greve estudantil, em curso na universidade. Pela manhã, centenas de alunos compareceram à Reitoria e reivindicaram a discussão do assunto pelos conselheiros. O reitor Carlos Levi, excepcionalmente, conduziu a sessão.

O CEG reconheceu a greve convocada pela entidade representativa dos estudantes, assegurando a eles o direito de manifestação e de luta “por seus objetivos em prol de uma melhor universidade pública”. O texto aprovado foi encaminhado por Levi e elaborado com o reitor eleito para a próxima gestão, Roberto Leher.

O Conselho discutiu e votou encaminhamento da bancada dos estudantes, que solicita a suspensão do calendário acadêmico de 2015. Com 8 votos a favor, 6 contra e duas abstenções, foi aprovado que o CEG encaminhará ao Conselho Universitário (Consuni) desta quinta-feira, 11 de junho, proposta para deliberação sobre suspensão ou não do calendário.

O movimento grevista estudantil reivindica a suspensão de todas as atividades acadêmicas e, após a greve, o direito à avaliação, reposição e revisão de conteúdos e adequação do calendário para cumprimento dos procedimentos acadêmico-administrativos da UFRJ, além da reabertura do período de trancamento de disciplinas.

A sessão do Consuni está marcada para esta quinta, às 9h30, na Reitoria.