Categorias
Memória

Nupem tem novo diretor

Os professores Rodrigo Nunes e Francisco Esteves tomaram posse, respectivamente, como diretor e vice do núcleo de pesquisas, em Macaé, no dia 14 de novembro.

A solenidade de posse da nova direção do Núcleo em Ecologia e Desenvolvimento Socioambiental de Macaé (Nupem−UFRJ), composta pelos professores Rodrigo Nunes, como diretor, e Francisco Esteves, como vice-diretor, foi realizada no dia 14 de novembro, no auditório do local.

A solenidade de posse da nova direção do Núcleo em Ecologia e Desenvolvimento Socioambiental de Macaé (Nupem−UFRJ), composta pelos professores Rodrigo Nunes, como diretor, e Francisco Esteves, como vice-diretor, foi realizada no dia 14 de novembro, no auditório do local.

Além dos membros da direção empossada, compuseram a mesa da cerimônia o reitor, Carlos Levi, o vice-reitor, Antônio Ledo, a decana do Centro de Ciências da Saúde, Maria Fernanda Quintela, e a diretora do campus UFRJ−Macaé, Arlene Gaspar.

Diretor de 2006 a 2014, Francisco Esteves agradeceu aos presentes em nome de todo o corpo social do Nupem e fez uma breve apresentação de sua gestão. O professor falou da importância que a busca pela excelência na pesquisa, no ensino e na extensão representa para o núcleo, que desenvolve a consciência do papel social da pesquisa.

O ex-diretor ressaltou que "uma gestão bem-sucedida não é feita somente de uma pessoa, mas do esforço de todos", e fez, ainda, agradecimentos à Reitoria e à atual direção do campus, pela parceira e permanente diálogo. Também agradeceu a presença e o trabalho conjunto com a Associação de Moradores do Barreto.

O novo vice-diretor prestou homenagens a nomes marcantes na trajetória do núcleo de pesquisa, chamando-os de "sonhadores contumazes": Aloísio Teixeira, João Ferreira, Fernando Amorim e Joel Teodósio.

Por fim, ele agradeceu aos servidores técnico-administrativos, alunos, professores e à família: "Minha esposa, Maria Rosa, filhos e netos são o porto seguro da minha vida".  Concluiu afirmando que o futuro do Nupem está em excelentes mãos, pois  dedicação, ética e competência são traços descritivos do professor Rodrigo Nunes.

Feliz com a oportunidade e confiança, o novo diretor destacou a responsabilidade de dar prosseguimento ao admirável trabalho de Francisco Esteves: "Toda história do Nupem se confunde com a própria história do professor Chico Esteves. Podemos fazer o caminho, que já é muito bonito, ficar ainda mais especial".

O professor Rodrigo salientou a necessidade de se pensar um projeto para o futuro e ressaltou, entre outros pontos que simbolizam esse projeto, a integração com a comunidade, a desburocratização e o estímulo à internacionalização. Ao final, manifestou gratidão à esposa por viver o sonho junto com ele, e completou: "Todos devem estar unidos para buscar o melhor para a UFRJ, para o campus, para o Nupem e para todos aqueles que pudermos ajudar".

A decana do CCS lembrou que o núcleo foi planejado coletivamente. "É um projeto que vai do sonho até a consolidação", disse Maria Fernanda Quintela. Segundo ela, que evidenciou a integração pioneira dos cursos do Nupem, construídos à base da multidisciplinaridade através de um projeto moderno, o projeto é um exemplo bem-sucedido.

Já o vice-reitor expressou sua opinião dizendo que Francisco Esteves vê o mundo através das paixões e que as usa para transformar e realizar. Ao se referir ao novo diretor, lembrou que Rodrigo Nunes tem base na escola pública e na UFRJ.

A diretora do campus UFRJ−Macaé revelou a importância de se pensar no campus como um todo e se colocou à disposição para colaboração permanente.

Por fim, Carlos Levi afirmou que o Nupem representa uma universidade que integra ensino, pesquisa e extensão, complementando iniciativas e garantindo a qualidade e modernização do ensino pela pesquisa em uma interação ativa com a sociedade na discussão de prioridades. "O ambiente favorece e estimula a integração das áreas de conhecimento. O núcleo de pesquisa é um modelo a ser replicado em toda a universidade. Não tenho dúvidas de que o ótimo trabalho que vem sendo construído será continuado na gestão que agora assume", finalizou o reitor da UFRJ.

 

Edição: Natalia Sales