Categorias
Memória

Coppe promove debate sobre golpe de 64 visto por diferentes olhares

Na próxima quinta-feira, 10/4, às 10h, a Coppe realiza um debate sobre o golpe militar de 1964. O tema é: “O golpe de 1964 e a resistência: múltiplos olhares”.

 

“O golpe de 1964 e a resistência: múltiplos olhares” é o tema do debate que a Coppe/UFRJ promove na próxima quinta-feira, 10 de abril, às 10 horas. O evento será realizado no auditório da Coppe, sala 122, Bloco G, Cidade Universitária, Ilha do Fundão.

Aberto ao público, o debate contará com as presenças do ex-deputado constituinte Vladimir Palmeira, líder do movimento estudantil nos anos 1960; dos jornalistas Raimundo Rodrigues Pereira, um dos fundadores dos jornais Opinião e Movimento, e  Cid Benjamin, ex -integrante do Movimento Revolucionário 8 de Outubro (MR-8), do Capitão da Reserva do Exército, Ivan Soter, que integrou o grupo de militares que apoiou João Goulart, e do economista Ivan Pinheiro, um dos principais líderes do movimento sindical da década de 1970.

O debate  será mediado pelo diretor da Coppe, Luiz Pinguelli Rosa.

Saiba mais sobre os debatedores

Vladimir Palmeira ingressou na Faculdade de Direito da UFRJ, em 1964, quando começou a participar do movimento estudantil. Eleito presidente da União Metropolitana dos Estudantes (UME) do estado da Guanabara em 1967,  passa a atuar como conselheiro da União Nacional dos Estudantes (UNE). Ex-deputado federal constituinte,  liderou as grandes manifestações estudantis do ano de 1968, que culminaram na Passeata dos Cem Mil.  Hoje, é político filiado ao PSB.

Raimundo Rodrigues Pereira é jornalista e um dos fundadores do jornal Opinião, que circulou de 1972 a 1977, e diretor de O Movimento (1975 a 1980), ambas consideradas as  mais importantes publicações da imprensa alternativa durante a ditadura militar, ao lado do Pasquim. Atualmente dirige o projeto jornalístico Oficina da Informação, que edita a revista Grandes Reportagens.

Cid Benjamin é jornalista, integrou nos anos 60 e 70 o Movimento Revolucionário 8 de Outubro (MR-8) e participou em 1969 do seqüestro do embaixador norte-americano  Charles Burke Elbrick. Ao retornar do exílio, trabalhou nos jornais O Globo e Jornal do Brasil e recebeu o Prêmio Esso de Jornalismo, com mais quatro colegas, por uma série de reportagens sobre a Guerrilha do Araguaia. Atualmente Cid é professor de "Realidade Sócio-Econômica e Política" nas Faculdades Integradas Helio Alonso, no Rio de Janeiro.

Ivan Pinheiro foi um dos principais líderes do movimento sindical da década de 1970. Ex-militante do Movimento Revolucionário Oito de Outubro (MR-8), foi o mais jovem integrante do Comitê Central e da Comissão Executiva Nacional do Partido Comunista Brasileiro (PCB), no qual ingressou em 1982. Em 2010 foi candidato pelo partido as eleições presidenciais.

Ivan Soter  é economista e Capitão da Reserva do Exército. Em 1964, como Segundo Tenente do Terceiro Regimento Militar, integrou o grupo de militares que apoiou João Goulart, em Porto Alegre. Pediu demissão do Exército em 1970 e ingressou no Ministério da Fazenda, após ter passado em concurso público para o cargo de técnico de tributação.