Categorias
Memória

Papel histórico da Faculdade de Direito é destaque na posse do diretor da instituição

A cerimônia de posse do segundo mandato do diretor da Faculdade Nacional de Direito (FND) da UFRJ, professor Flávio Alves Martins, aconteceu na última sexta-feira, dia 30/9, no Salão Nobre da FND. O professor Carlos Alberto Pereira das Neves Bolonha também tomou posse como vice-diretor da instituição.

A cerimônia de posse do segundo mandato do diretor da Faculdade Nacional de Direito (FND) da UFRJ, professor Flávio Alves Martins, aconteceu na última sexta-feira, dia 30/9, no Salão Nobre da FND. O professor Carlos Alberto Pereira das Neves Bolonha também tomou posse como vice-diretor da instituição.

O reitor da UFRJ, Carlos Levi, que presidiu a mesa, abriu a cerimônia com uma breve fala sobre a importância do mandato do professor Flávio para a FND e, consequentemente, para a UFRJ.

Em seguida, Carlos Bolonha discursou sobre homens republicanos e o dever da FND e de seus integrantes em manter a honestidade e a dedicação aos seus alunos, além de saudar o professor Flávio pelo seu segundo mandato.

Novo tempo

O professor Flávio Martins relembrou o início de seu primeiro mandato, em 2009, e as mudanças sofridas na Faculdade, que começaram em 2004, quando alunos tomaram o gabinete do então diretor e iniciaram o que o professor chamou de “novo tempo da FND”. Segundo ele, foi um tempo de reconstrução da vida da Faculdade, que precisava de melhorias.

O diretor também falou do atual momento da FND e do profissional do direito, além de lembrar os três valores essenciais que devem sempre estar presentes na instituição: responsabilidade social, ética e espírito crítico.

Ele salientou ainda a legitimidade do programa de cotas e a importância da diversidade de ideias e da inclusão social, que é encargo da instituição através de um corpo social compromissado, sério e republicano.

O dia 20 de junho – o mês das grandes manifestações no Brasil – foi lembrado com orgulho. Nesta data, o diretor Flávio Martins permitiu que as portas da Faculdade ficassem abertas durante e depois de um protesto nos arredores, servindo de abrigo para aqueles que buscaram proteção. A FND, mais uma vez, posicionou-se como uma instituição que defende a liberdade política e as melhorias no país.

Baluarte do Direito

A decana do Centro de Ciências Jurídicas e Econômicas (CCJE), Maria Lucia Teixeira Werneck, que participou da mesa da cerimônia, falou sobre a história da FND e o descrédito que a faculdade tinha dentro do meio acadêmico da UFRJ antes da atual gestão. Assim como o diretor, lembrou o processo de renovação da FND, que voltou a ser “baluarte do direito brasileiro perante a UFRJ e a sociedade, como no dia da manifestação, quando a instituição protegeu os cidadãos e os alunos”.

O reitor, Carlos Levi, encerrou a cerimônia de posse elogiando as melhorias acadêmicas concretizadas no mandato do professor Flávio por meio de sua sensibilidade administrativa e política e desejou que a FND prossiga no bom caminho que vem trilhando com a gestão atual.

Também integraram a mesa de abertura da solenidade a pró-reitora de Graduação (PR1), Angela Rocha dos Santos, e o pró-reitor de Planejamento, Desenvolvimento e Finanças (PR3), Carlos Rangel Rodrigues.