Categorias
Memória

Ciência ao alcance de todos

Aproximar o mundo científico de crianças e adolescentes. Esse é o objetivo da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, coordenada pelo Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT) que, na edição deste ano, trouxe como tema “Mudanças climáticas, desastres naturais e prevenção de riscos”.

Semana Nacional de Ciência e Tecnologia. Foto de Higinio Queiroz.Aproximar o mundo científico de crianças e adolescentes. Esse é o objetivo da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, coordenada pelo Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT) que, na edição deste ano, trouxe como tema “Mudanças climáticas, desastres naturais e prevenção de riscos”.

De acordo com a professora Selene Alves Maia, assessora especial da Pró-reitoria de Extensão (PR-5), a importância da escolha do tema para este ano ocorre pelo fato de ele “perpassar a universalidade, indissociabilidade e interdependência dos direitos civis, políticos, econômicos, sociais, culturais e ambientais pela decisão de se adotar um modelo pautado no desenvolvimento sustentável em suas múltiplas dimensões”.

Semana Nacional de Ciência e Tecnologia. Foto de Higinio Queiroz.Mais de dois mil jovens estiveram presentes no evento que, na UFRJ, aconteceu entre os dias 19 e 21 de outubro. A universidade preparou mais de 50 atividades na Cidade Universitária. A ideia é fazer a divulgação da ciência de forma lúdica para atrair os jovens, valorizar a criatividade, a atitude científica e a inovação. Além de estimular o debate sobre possíveis estratégias para enfrentar o desafio das mudanças climáticas e de prevenir riscos decorrentes de desastres naturais e de situações criadas pela ação humana.

Quem passou pelo evento pôde contar com exposições, oficinas, mostras de vídeo, teatro, espetáculos de dança, atividades esportivas, que mostraram a importância da integração do homem com a natureza e a necessidade de preservação dos recursos naturais.

O Maglev, trem de levitação magnética, e o ônibus movido a hidrogênio demonstram que é possível buscar soluções para meios de transporte a partir de energia limpa. Segundo a assessora da PR-5, “a proposta foi propiciar aos membros da comunidade um elenco de ações formativas com objetivo de difundir e compartilhar conhecimento, mas com uma característica adicional: não se pode propor modelos descolados ou desacoplados dos contextos e demandas político-sociais da população”.

Outro diferencial da realização do evento na UFRJ foi a aplicação do conceito da justa medida, que significa, de acordo com a assessora, o equilíbrio que o ser humano precisa ter com a natureza e citou o expoente da Teologia da Libertação no Brasil, Leonardo Boff: “A justa medida consiste na capacidade de usar potencialidades naturais, sociais e pessoais de tal forma que elas possam durar o mais possível e possam, sem perda, se reproduzir. Esse propósito é alcançado quando se estabelecer moderação e equilíbrio entre o mais e o menos. A justa medida pressupõe realismo, quer dizer, aceitação humilde dos limites e aproveitamento inteligente das possibilidades e oportunidades. É este equilíbrio que garante a sustentabilidade de todos os fenômenos e dos processos, da Terra, das sociedades e da vida das pessoas”, finaliza.