Categorias
Memória

Debate sobre Realidade Aumentada

Com o objetivo de debater os rumos da literatura frente ao crescimento do mundo virtual que o Oi Cabeça, promove no dia 20 de julho, às 19h30, no Oi Futuro, mais um debate sobre o tema, com Daniel Gelder, vice-presidente da Metaio, a principal empresa do mundo especializada em Realidade Aumentada. O evento conta com curadoria de Heloisa Buarque de Hollanda e Cristiane Costa, professoras da ECO/UFRJ.

Imagine abrir um livro e assistir ETs ou animais pré-históricos saírem de dentro das páginas?  Parece estranho, mas essa realidade não está muito distante de se concretizar. Com o avanço das mídias digitais e da tecnologia, o que parecia cena de filme agora é visível na tela do computador, criando um novo modo dos leitores interagirem com as máquinas e os livros. É com o objetivo de debater os rumos da literatura frente ao crescimento do mundo virtual que o Oi Cabeça, projeto da Aeroplano Editora com o patrocínio da Oi e Secretaria de Cultura do Rio, promove no dia 20 de julho, às 19h30, no Oi Futuro do Flamengo, mais um debate sobre o tema. Desta vez, o convidado especial é o alemão Daniel Gelder, vice-presidente da Metaio, a principal empresa do mundo especializada em Realidade Aumentada (RA).

Considerada a interface do futuro, a RA é uma tecnologia relativamente simples que integra objetos virtuais ao ambiente físico. Com curadoria de Heloisa Buarque de Hollanda e Cristiane Costa, professoras da Escola de Comunicação da UFRJ, o Oi Cabeça acontece até dezembro, reunindo todo o mês, pensadores e estudiosos da cibercultura.

Gelder conversará com o filósofo especializado em cibercultura, Rogério da Costa, sobre as mudanças de concepção quando o muro que separa virtual e real desmorona, tornando-se apenas uma questão de gradação, como se aumenta ou diminui o volume de uma música.

Com escritórios na Alemanha e nos Estados Unidos, a Metaio é a pioneira e líder no mercado de RA e já soma mais de 3 milhões de consumidores, 500 projetos, 450 clientes e 10 anos de experiência. A empresa é criadora da plataforma Unifeye® e Junaio®, que permitem conectar qualquer objeto a uma informação digital de maneira fácil e rápida. Além disso, a empresa produz software voltado para desenvolvimento, design, publicidade e livros.

Ao longo dos próximos meses, o projeto Oi Cabeça abrirá um espaço importante no debate intelectual, trazendo para o Brasil outros grandes pensadores, como o filósofo Pierre Lévy, radicado no Canadá, e a pesquisadora americana Janet Murray. “O Oi Cabeça vai produzir um diálogo entre pensadores internacionais de ponta e criadores nacionais em busca de algumas respostas à pergunta: até onde pode ir a literatura antes de se tornar uma nova arte, baseada num novo suporte?”, explica Cristiane Costa em entrevista ao site do Programa Avançado de Cultura Contemporânea (PACC), do Fórum de Ciência e Cultura da UFRJ.

O Oi Futuro fica na Rua Dois de Dezembro, 63 – Flamengo. A entrada é franca.

O que é RA?
A Realidade Aumentada combina elementos virtuais com ambientes reais através de um software que reconhece a imagem pela câmera do computador ou celular e acrescenta a ela informação textual ou constrói objetos gráficos geralmente tridimensionais, às vezes animados, em tempo real. Apesar de ainda em fase inicial, o uso da tecnologia vem conquistando cada vez mais espaço nos mais diferentes campos, como, bioengenharia, física, geologia, design, arquitetura, educação e arte.

Programação:
20/07 – 19h30
“Realidade aumentada”
Daniel Gelder (Metaio), Rogério da Costa (Laboratório de Estudos em Inteligência Coletiva e Biopolíticas – PUC-SP)

25/08 – 19h30
“O poder da palavra na cibercultura”
Pierre Levy (Universidade de Ottawa Canadá) e Gilberto Gil

21/09 – 19h30
“Literatura expandida”
Janet Murray (Hamlet no Holodeck) e Cristiane Costa (Programa Avançado de Cultura Contemporânea – UFRJ)

19/10 – 19h30
“Os novos gêneros e-literários”
Robert Coover (ELO – Eletronic Literature Organization) e Giselle Beiguelman (O livro depois do livro)

16/11 – 19h30
“Personagens, estratégias narrativas e engajamento nos games”
Ian Bogost (MIT – Newsgames) e Arthur Protasio (Centro de Tecnologia e Sociedade da FGV-RJ)

7/12 – 19h30
Labfest