Categorias
Memória

Consulta é marcada pela baixa adesão do corpo discente

O primeiro turno da consulta à comunidade universitária,  que ajudará a eleger o reitor da UFRJ para o quadriênio 2011-2015, terminou na última quarta (13/04) e foi marcada pela a baixa participação do corpo discente.

O primeiro turno da consulta à comunidade universitária que ajudará a eleger o reitor da UFRJ para o quadriênio 2011-2015 terminou na última quarta (13/04). O que se viu, no entanto, foi a baixa adesão do corpo discente ao processo. De acordo com Carolina Barreto, representante do Diretório Central dos Estudantes (DCE) Mário Prata, a organização do processo eleitoral é a grande razão para a pequena participação dos estudantes. “Não tivemos nem um mês de aula e as urnas já estão abertas”, declara.

Além disso, Carolina alega que os cinco debates em toda a universidade não foram suficientes para esclarecer o público discente. “A plateia não podia falar, não podia se colocar. Você podia fazer, no máximo, uma pergunta no papel e rezar para ser sorteado”, critica.

Como forma de protesto, o DCE optou pelo voto nulo. “Nós não vimos neste processo eleitoral uma discussão dos reais problemas da universidade”, justifica. Para a integrante, o engajamento político no dia a dia da universidade é mais importante do que o ato de votar ou não votar por si só. “Participem dos seus centros acadêmicos, dos espaços do DCE, tragam suas demandas, os problemas de seus cursos. É assim que vamos conseguir vitórias concretas”, conclui Carolina Barreto.