Categorias
Memória

Diseg e forças policiais intensificam vigilância na Ciduni

A Divisão de Segurança, da Prefeitura Universitária, a Polícia Militar e Polícia Civil estão intensificando a vigilância e o policiamento no campus da Cidade Universitária (Ciduni). Informou o prefeito em exercício da UFRJ, Ivan Carmo, na sessão do Conselho Universitário (Consuni) desta quinta-feira, 24/2.

A Divisão de Segurança, da Prefeitura Universitária, a Polícia Militar e Polícia Civil estão intensificando a vigilância e o policiamento no campus da Cidade Universitária (Ciduni). Este foi o informe do prefeito em exercício da UFRJ, Ivan Carmo, na sessão do Conselho Universitário (Consuni) desta quinta-feira, 24/2.

A Prefeitura Universitária e o poder público do estado do Rio de Janeiro adotaram tais medidas em decorrência de uma série de episódios, sobretudo sequestros relâmpagos, que atentam contra a segurança da comunidade universitária desde janeiro. Os crimes, de características semelhantes, indicam a atuação de uma quadrilha.

Carmo informou aos conselheiros que a Polícia Militar reforçou desde janeiro o patrulhamento a pé e intensificou a circulação e ronda de viaturas e motocicletas policiais no campus. A Diseg está em estado de alerta, instalando pontos bases nos horários e locais mais críticos e apoiando as investigações e ações policiais e intensificando as rondas com as sete viaturas da divisão.

A 37ª Delegacia de Polícia da Ilha do Governador, por meio da Seção de Investigações, está desde janeiro fazendo as investigações para prender a quadrilha que atua no campus. “A partir das ações e providências já implementadas, estamos trabalhando com a expectativa de que a quadrilha seja desmontada e seus integrantes detidos nos próximos dias”, destacou o prefeito.

Ao final da sessão, o Consuni aprovou uma moção pedindo à Reitoria que solicite aos órgãos públicos de segurança um reforço à vigilância e ao policiamento da Cidade Universitária.