Categorias
Memória

Relatório da Comissão “Atingidos por Barragens”

O Movimento dos "Atingidos por Barragens", o Laboratório Estado, Trabalho, Território e Natureza do Ippur/UFRJ e a Justiça Global convidam para o lançamento do relatório da Comissão Especial “Atingidos por Barragens”, no dia 26 de janeiro, às 19 horas.

O Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), o Laboratório Estado, Trabalho, Território e Natureza do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano e Regional da Universidade Federal (Ettern/Ippur/UFRJ) e a Justiça Global convidam para o lançamento do relatório da Comissão Especial “Atingidos por Barragens”, no dia 26 de janeiro, às 19 horas.

 

Aprovado pelo Conselho de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana, o relatório resultou de estudo aprofundado que constatou a extensão e gravidade das violações de direitos humanos no planejamento, construção e operação de barragens. Além disso, o relatório apresenta recomendações sobre como reparar o passivo social e ambiental e prevenir a repetição de tais violações.

 

O tema da mesa será: “Água e Energia não são mercadorias”, será aberta com a fala de um representante da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e composta por Ricardo Montagner (MAB, integrante da Comissão Especial), professor Carlos Vainer, (docente do Ippur e integrante da Comissão Especial). Por fim, haverá o depoimento de um atingido por barragem.

 

O evento acontece na sede da Ordem dos Advogados do Brasil, na Av. Marechal Câmara, 150, auditório Evandro Lins de Silva, 4º andar,  Rio de Janeiro.