Categorias
Memória

Fundação Universitária José Bonifácio premia projetos de extensão do CCS

Na última semana, projetos de extensão realizados no Centro de Ciências da Saúde da UFRJ (CCS) foram premiados em conjunto pela integração em benefício de jovens e adolescentes para prevenção de doenças sexualmente transmissíveis.

Na última semana, projetos de extensão realizados no Centro de Ciências da Saúde da UFRJ (CCS) foram premiados em conjunto pela integração em benefício de jovens e adolescentes para prevenção de doenças sexualmente transmissíveis.

De acordo com Carla Araújo, professora da Escola de Enfermagem Anna Nery da UFRJ (EEAN) e responsável pelo Projeto Papo Sério, a premiação oferecida pela Fundação Universitária José Bonifácio (FUJB) serviu de estímulo para a melhoria do projeto: “A premiação recebida serve como um grande incentivo para a continuidade  e ampliação do trabalho desenvolvido. Chegando ao final do ano letivo temos um saldo muito positivo nos aspectos relacionados ao ensino, pesquisa e extensão”.

O projeto consiste numa metodologia de gestão compartilhada, unindo coordenadores de 06 Unidades do CCS, com o objetivo de abordar temáticas interdisciplinares nas escolas. Para a professora, o projeto parte do pressuposto de que a escola pode ser um lugar irradiador de mudanças, que urgem serem desenvolvidas na sociedade através do eixo transdisciplinar de Saúde.

O resultado deste trabalho é o favorecimento à interlocução entre projetos da UFRJ e a potencialização dos projetos de extensão do CCS voltados para o cenário da Escola. Para Carla, o intercâmbio de informações favorece a ação interdisciplinar: “As experiências têm demonstrado o valor da multidisciplinaridade, unindo esforços internos e externos para a democratização do saber em prol da cidadania plena”.

Já para Florence Brasil, professora da UFRJ e responsável pelo Projeto Saúde e Educação para Cidadania, a integração de projetos e esforços é uma atitude necessária, mas também difícil: "organizar ações extensionistas integradas, intersetoriais e interdisciplinares com Unidades do CCS, com concepção transdisciplinar na área da Saúde e Educação é ainda um grande desafio. Mas, o reconhecimento de nosso trabalho fortalece ainda mais a integração entre as Unidades do CCS, assim como mantém e constrói relações consorciadas".

O Projeto Saúde e Educação para a Cidadania é um projeto da Coordenação de Extensão do Centro de Ciências da Saúde da UFRJ (CCS) que integra 24 unidades do CCS com secretarias de saúde, de educação e de ambiente de municípios do Leste e Baixada Fluminense, além de Ilha do Governador e município do Rio de Janeiro.

O objetivo do trabalho é promover o estreitamento da Universidade com os atores da Saúde e Educação Básica Públicas, além de incentivar a criação de espaços comunicativos e ações extensionistas que contribuam para o enfrentamento de demandas comunitárias. Para Florence, acumulação de forças e na construção de alternativas traz para a educação básica e para os Programas de Saúde, iniciativos e conhecimentos acadêmicos.

"Encarar os espaços da intersetorialidade trazidos pelo Projeto é uma ação de compartilhamento de saber e de poder, de construção de novas linguagens, de novos conceitos que só poderão estar suficientemente explícitos quando exercitamos o diálogo como expressão legítima de avaliação de nossas práticas acadêmicas", explica a professora.

Ainda de acordo com a coordenadora, o projeto tem como compromisso ético com a universidade pública e com população brasileira: "Nossa maior conquista é a formação que conseguimos viabilizar através da metodologia integrativa que adotamos. Uma abordagem multidisciplinar e multisetorial dos problemas de saúde têm trazido respostas mais eficazes, do que as ações isoladas e existentes. E ver nossos alunos envolvidos neste processo é nossa grande conquista e realização", comemora.