Categorias
Memória

Laboratório de nanotecnologia será inaugurado no Rio

No dia 10 de dezembro, Sergio Rezende, ministro da Ciência e Tecnologia, inaugura o primeiro laboratório de nanociência e nanotecnologia aberto aos grupos de pesquisa de todo o país, o LABNANO.

No dia 10 de dezembro, será inaugurado no Rio de Janeiro, pelo ministro da Ciência e Tecnologia, Sergio Rezende, o primeiro laboratório de nanociência e nanotecnologia aberto aos grupos de pesquisa de todo o país, o LABNANO.
 
O objetivo da instalação é impulsionar as pesquisas na área de materiais nanoestruturados e dar ênfase à produção de estruturas em escala nanométrica, tais como sensores com ampla gama de aplicações, desde  imageamento térmico até sistemas lab-on-chip para diagnósticos médicos.

As decisões estratégicas relacionadas à implementação e ao gerenciamento do LABNANO estão a cargo de um comitê gestor, presidido pelo diretor do Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas (CBPF), Ricardo Galvão, e integrado pelos pesquisadores José D’Albuquerque e Castro – do Insituto de Física- (IF/UFRJ), José Soares (UERJ), Fernando Lazara Freire Jr. (PUC- Rio), Marcelo Prado (IME), Roberta Bechara Muniz (UFF) e Edson Passamani (UFES).
 
Investimentos

Os investimentos para montagem do LABNANO somaram cerca de R$ 7 milhões e financiaram, além da obra civil, a infraestrutura de nanofabricação e caracterização de amostras, que conta com microscópio eletrônico de transmissão de alta resolução, sistema de nanolitografia por feixe de elétrons RAITH e_LINE, microscópio eletrônico de varredura com sistema de espectroscopia por dispersão de Raios X, além de outros recursos integrados.

Instalado no CBPF, na Rua Dr. Xavier Sigaud, 150, Urca, Rio de Janeiro, a equipe de especialistas do CBPF estima que o LABNANO atenda a pelo menos 100 projetos de pesquisa por ano.