Categorias
Memória

PR-3 apresenta Orçamento de 2011 ao Consuni

A Pró-Reitoria de Planejamento e Desenvolvimento (PR-3) apresentou, na última quinta-feira, 25/11, ao Conselho Universitário (Consuni), o Orçamento para 2011, quando haverá aumento de 50% nos recursos destinados à  assistência estudantil.

Levi apresenta OrçamentoA Pró-Reitoria de Planejamento e Desenvolvimento (PR-3) apresentou, na última quinta-feira, 25/11, ao Conselho Universitário (Consuni), o Orçamento para 2011. No próximo ano, a UFRJ terá R$ 222.810.417 para custeio, além da estimativa de R$ 39.798.145 em receitas próprias.

A universidade terá mais de cem milhões de reais para realizar investimentos, em 2011, e 90% desse montante faz parte do Plano de Reestruturação e Expansão (PRE). O valor representa um grande incremento em relação aos recursos que o PRE tem alocado. Nos últimos três anos, foram cerca de 29 milhões de reais por ano.

Para a manutenção e conservação de bens imóveis, a universidade irá dispor de oito milhões de reais, além de cerca de três milhões e quinhentos mil reais, oriundos de convênio com o Banco do Brasil. De acordo com a apresentação feita pelo pró-reitor Carlos Levi, a UFRJ terá recursos ampliados, em 2011, para o apoio a diversas atividades como: assistência estudantil (R$4 milhões); pós-graduação (R$ 3.840.000); extensão (R$ 2.760.000) e tecnologia da informação e da comunicação (R$ 4,5 milhões).

O Complexo Hospitalar, unidade orçamentária que abarca as nove unidades hospitalares da UFRJ, terá autonomia para gerir 49 milhões de reais. O orçamento participativo terá aumento linear de 20% em relação ao exercício de 2010, e será distribuído em três parcelas: em março, junho e setembro.

Bolsas terão aumento de 50%

Em relação ao orçamento anterior, houve significativo aumento no montante de recursos destinados à concessão de bolsas de assistência estudantil. Em 2011, serão empregados 22 milhões de reais com essa finalidade, cerca de 50% a mais em relação a 2010. Tal medida se justifica pela adoção do sistema de acesso diferenciado à graduação, beneficiando estudantes da rede pública estadual de ensino.

O professor Marcelo Paixão, representante do Centro de Ciências Jurídicas e Econômicas (CCJE) encaminhou propostas por escrito, e o reitor Aloisio Teixeira incentivou os demais conselheiros a fazerem o mesmo. A proposta foi encaminhada à Comissão de Desenvolvimento do Consuni e ainda voltará ao Conselho para votação no dia 9/12.