Categorias
Memória

Professora emérita da UFRJ, Bella Jozef, morre aos 85 anos

Na manhã desta sexta feira, dia 12 de novembro de 2010, às 11 horas, será realizado no cemitério Israelita do Caju, o enterro da professora emérita da UFR,  Bella Jozef, falecida aos 85 anos, dia 10, após sofrer parada cardíaca. 

Bella JosefNa manhã desta sexta feira, dia 12 de novembro de 2010, às 11 horas, será realizado no cemitério Israelita do Caju, o enterro da professora emérita da UFR,  Bella Jozef, falecida aos 85 anos, dia 10, após sofrer parada cardíaca. 

Docente da Faculdade de Letras, a professora ingressou por concurso, em 1957, para a cátedra de Literatura Hispano-americana na então Universidade do Brasil. Foi amiga e assistente do professor e poeta Manuel Bandeira, de Clarisse Lispector, dentre outros expoentes da literatura nacional.  Divulgou, de forma pioneira a literatura hispano-americana, sendo autora de diversos livros, entre eles, o clássico “História da Literatura Hispano-americana, editado pela UFRJ/Francisco Alves.

“Bella sempre defendeu a idéia de que não deveríamos virar as costas para a riqueza da literatura dos países latino-americanos”, destaca a professora da Faculdade de Letras, Mariluci Guberman, que foi sua aluna de mestrado e doutorado. 

A professora Bella  Jozef também foi responsável pela criação do Seminário Permanente de Estudos Hispano-americanos na UFRJ,  que propiciou a fundação, em 1987, da Revista América-hispânica, uma publicação anual com 16 números editados.  Conhecedora de várias línguas, Bella Jozef publicou obras em vários países como o México e Espanha, e foi agraciada com a Ordem do Mérito do Sol, no Perú e a Légion d`honneur, na França.

Para professora Mariluci, a morte de Bella “deixa em branco uma página das Letras”. Em homenagem a sua amiga, diz Mariluci, será mantido o lançamento do livro “Escritos sobre Gabriel Garcia Marques”, organizado pela professora Bella Jozef e previsto para hoje, às 18 horas, na livraria da Travessa, rua Sete de Setembro, nº 54.