Categorias
Memória

Interação e aprendizado na Semana Nacional de Ciência e Tecnologia

A “Semana Nacional de Ciência e Tecnologia da UFRJ”, que vai até o dia 23 desta semana, vem reunindo estudantes em massa através de atividades culturais, apresentações de trabalhos e atividades educativas. 

 Estudantes de diversas instituições no Rio de Janeiro vão terminar a semana com mais conteúdo. A “Semana Nacional de Ciência e Tecnologia da UFRJ”, que vai até o dia 23 desta semana, vem reunindo estudantes em massa através de atividades culturais, apresentações de trabalhos e atividades educativas. 

São estandes de ciências que permitem aos participantes tocar em animais, fungos e outras seres vivos. Há também projetos de promoção à saúde e atividades de recreação, como uma enorme parede de escalada no cento do evento. 

A atividade contribui também para a educação acadêmica dos alunos da UFRJ. Segundo as alunas do primeiro período do Instituto de Biologia, Adriana Allek, Camila Carnevale e Iamê de Sá, responsáveis pelo estande sobre fungos, a Semana é mais do que uma super feira de ciências, é uma oportunidade de pôr em pratica o que se aprende na faculdade.  

“Aqui temos a oportunidade de nivelar o que aprendemos e como aprendemos, além de conhecer outros assuntos antes de aprender em aula com os outros estandes”, revela Adriana Allek. 

A Semana auxilia também na escolha do futuro acadêmico dos alunos que participam. Para Camila Carnevale, o evento permite troca entre futuros universitários, futuros professores e professores da universidade: “muitos não sabem o que um biólogo faz, por exemplo, nós aqui podemos ensinar de forma divertida e despertar a curiosidade dos participantes”. 

Estudantes do 3º  período do ensino médio no Ciep Mario Tamborindeguy de Irajá, as alunas Bruna Barbosa, Thaynã Santos e Amanda Folia já encaram o vestibular e acreditam que o evento pode auxiliar na escolha da profissão: “está sendo curioso e interessante. A gente nunca esperava ver, tocar animais e fetos. Eu já tinha uma opinião formada da profissão que queria seguir, mas a Semana me ajudou a ter certeza do que eu quero”, disse a aluna Thaynã Santos. 

O Instituto de Nutrição Josué de Castro da UFRJ (INJC) ofereceu, durante o evento, avaliações nutricionais e orientações para uma alimentação mais saudável. Segundo Taís Ferreira, coordenadora do estande e nutricionista do instituto, a Semana beneficia alunos da faculdade de nutrição na prática das teorias aprendidas na escola: “essa atividade é parte da disciplina de avaliação nutricional da escola de nutrição. E para nós, nutricionistas, há a importância de avaliação para próximos eventos e divulgação de atendimento para funcionários e alunos que faremos no Restaurante Universitário em breve”. 

Professora da Escola Municipal professor Josué de Castro na Maré, Tatiana Cardoso afirmou ao Olhar Vital a importância do evento para o aprendizado dos alunos: “é bastante válido porque é algo prático para o que se vê nas aulas, espero que isso continue todos os anos. Aqui encontramos interação, observação e isso é uma novidade. Quem sabe, o interesse por algum assunto aqui hoje vai despertar a curiosidade dos alunos para seguir uma profissão?”, avalia.