Categorias
Memória

Novo horário para implosão da ala sul do HU

A implosão da ala sul do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho (HUCFF) continua agendada para o dia 19 de dezembro, mas ou horário foi antecipado das 8h para as 7h. A decisão atendeu a pedido da Infraero e da CET-Rio.

raio 200mA implosão da ala sul do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho (HUCFF) continua agendada para o dia 19 de dezembro, mas o horário foi antecipado das 8h para as 7h. A decisão atendeu ao pedido da Infraero e da CET-Rio. A delicada e minuciosa operação da implosão da ala sul segue em discussão pelos diversos órgãos públicos, que juntamente com a UFRJ e a empresa Fábio Bruno Construções, serão responsáveis pelos procedimentos técnicos e logísticos da implosão.

Nesta quarta-feira, 20/10, representantes da Polícia Militar, da Guarda Municipal, da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET-Rio), da Light, da Companhia Estadual de Gás (CEG), da Companhia Estadual de Águas e Esgotos (Cedae), da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (Core) e Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), dentre outras, além de Fábio Bruno, engenheiro responsável pela implosão, estiveram reunidos no auditório Alice Rosa, no HUCFF, com o diretor do Hospital, José Marcus Raso Eulálio, a decana do Centro de Ciências da Saúde (CCS), Maria Fernanda Quintela, o prefeito universitário, Hélio Matos, o professor Pablo Benetti e o tenente-coronel Aguiar, da Defesa Civil, para acertar detalhes do planejamento necessário à operação.

Na reunião, além da antecipação do horário em que a ala sul será implodida – decisão esta que foi tomada, principalmente, para minimizar transtornos no tráfego – foi decidido que o fornecimento de energia elétrica será interrompido somente no HUCFF, sem cortes para qualquer outra unidade acadêmica e/ou hospitalar. O abastecimento de água e de gás não será interrompido, nem mesmo no Hospital, pois a vibração causada pelos explosivos será muito baixa, estando descartada a possibilidade de danos às tubulações subterrâneas.

No Restaurante Universitário Edson Luiz de Lima Souto funcionará a central de operações, com mesas destinadas a cada uma das instituições envolvidas na implosão. A previsão da Prefeitura Universitária é de que o centro de imprensa seja montado na Praça Edson Saad, próximo à Prefeitura e com ampla visão da ala sul do HUCFF.


A Estação de Integração será fechada à meia-noite do dia 18/12, assim como a entrada 01 da Cidade Universitária (Ciduni), e toda uma área de 200m de raio a partir do Hospital será interditada e policiada. A passarela da Linha Vermelha também deverá ser interditada, mas a entrada 03 da Ciduni permanecerá aberta, sem restrições. A Linha Vermelha será fechada às 6h45, na altura da Linha Amarela. A Estrada do Galeão permanecerá livre para escoar o fluxo do aeroporto do Galeão em direação à Rodovia Washington Luis.