Categorias
Memória

Carro elétrico para a vigilância do campus

Veículo poderá ter várias aplicações e inclusive servir de transporte para a vigilância do campus.

 Um projeto da Decania do Centro de Tecnologia, coordenado pelos professores da Escola Politécnica, José Stockler Canabrava Filho e Luis Guilherme Barbosa Rolim, está pavimentando o caminho para que a Cidade Universitária tenha, nos próximos anos, veículos elétricos que poderão ter várias aplicações e inclusive servir de transporte para a vigilância do campus. Stockler, professor de Engenharia Mecânica da UFRJ, espera ter um protótipo do veículo em aproximadamente dois meses. O modelo deverá ser, no entanto, mais simples do que o veículo que o pesquisador planeja pôr em teste já em 2011. Ele lembra que, para que os veículos sejam oficialmente produzidos, será preciso bastante tempo de teste.

O projeto será baseado nos modelos usados pela Equipe Minerva Baja UFRJ (foto) nas competições realizadas anualmente com mais de 70 carros de todo o Brasil (ver site). A diferença é que o carro elétrico possuirá dois lugares e três rodas. Além disso, com o objetivo de tornar o veículo mais leve, Stockler explica que haverá a substituição do aço pelo alumínio em algumas partes do carro. Este é um projeto interdisciplinar no qual a parte do projeto elétrico, que envolve o controle do motor utilizando conversores eletrônicos e microcontroladores, está sob a coordenação do Prof. Rolim do Departamento de Engenharia Elétrica.

Por ser de baixa velocidade (no máximo 60km/h), ser aberto e com pouco conforto, o utilitário a ser usado na Cidade Universitária não poderá ser incorporado ao trânsito. Contudo, Stockler afirma que o veículo é perfeitamente apropriado para andar fora da estrada, em uma fazenda, por exemplo. Além disso, a estrutura facilita manobras como subir nos canteiros e andar sobre a terra, recursos ideais para a vigilância do campus.

No horizonte, o professor da Engenharia Mecânica já consegue vislumbrar um carro mais sofisticado em projeto que poderá, segundo ele, envolver outras áreas da universidade, como o curso de Desenho Industrial.