Categorias
Memória

Semana Nacional de Ciência e Tecnologia: Ciência para o Desenvolvimento Sustentável

A edição 2010 da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT), entre 18 e 24 de outubro, vai trazer experimentos e pesquisas científicas e tecnológicas para perto da população, principalmente a parcela que não costuma ter contato com tais conhecimentos.

 

 A edição 2010 da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT), coordenada pelo Ministério da Ciência e Tecnologia desde 2004, acontece entre 18 e 24 de outubro com atividades gratuitas em todos os estados do país. O objetivo é trazer experimentos e pesquisas científicas e tecnológicas para perto da população em geral, principalmente a parcela que não costuma ter contato com tais conhecimentos. “Pretendemos promover inclusão social através da ciência”, disse Ildeu Moreira, coordenador nacional da SNCT.

A cada ano, instituições de pesquisa e ensino, municípios e a própria organização do evento ganham em participação e pessoal envolvido. No ano passado, a SNCT chegou a 30 municípios do interior do estado do Rio de Janeiro e, para este ano, é esperada a participação de 45 a 50 municípios. Para a cidade do Rio de Janeiro, o objetivo é montar quatro tendas: no Centro, possivelmente, no Largo da Carioca ou na Cinelândia; Aterro do Flamengo, Jardim Botânico e no Complexo Esportivo Miécimo da Silva, localizado em Campo Grande. Os espaços montados nesses locais terão atividades voltadas à inovação científica, ao público infanto-juvenil e ligadas à Biodiversidade, tema central desta edição da Semana, graças ao Ano Internacional da Biodiversidade, determinado pela Organização das Nações Unidas (ONU).

Mostra “Ver Ciência”

Junto à SNCT, ocorre a “Mostra Ver Ciência”, que tem como meta incentivar a disseminação da cultura científica através da projeção de programas televisivos. O projeto, integrado à Semana desde 2004, exibe documentários científicos produzidos por emissoras de TV de diversos países, na maior parte das vezes inéditos no Brasil, abordando principalmente o tema proposto pela SNCT. “Pretendemos colaborar com a democratização do conhecimento”, afirmou Sergio Brandão, jornalista científico e curador internacional da Mostra.

Em 2009, a Mostra aconteceu em São Paulo, Brasília e Rio de Janeiro, onde foi instalada no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) e exibiu documentários sobre grandes cientistas brasileiros, como Carlos Chagas, Oswaldo Cruz e César Lattes. A programação incluía, ainda, comemorações dos 150 anos da publicação de “A Origem das Espécies”, com a projeção de quatro documentários produzidos pela BBC, emissora pública de televisão do Reino Unido, e do Ano Internacional da Astronomia.

O projeto “Ver Ciência”, no entanto, não surgiu com a SNCT. A primeira mostra ocorreu em 1994 e, a partir de então, o projeto cresceu. Conseguiu patrocinadores, apoio dos ministérios da Cultura e da Ciência e Tecnologia e “implantou um modelo eficiente de propagação do conhecimento científico”, de acordo com Brandão.

Participação da UFRJ

A UFRJ participa da SNCT desde 2005, com a coordenação da Pró-Reitoria de Extensão (PR-5), utilizando o espaço do Hangar da Cidade Universitária para exposições de projetos de extensão e pesquisa realizados nas diversas unidades da instituição. “Apoiamos também as unidades que queiram participar dos eventos integrados, apresentando projetos que possam ter demanda também em outros municípios”, explicou Isabel de Azevedo, representante da PR-5 na organização da Semana.

Além das exposições, o Hangar sedia também oficinas e outras formas de interação com os projetos de inovação científica da universidade. “São 54 atividades que mobilizam, ao todo, 30 unidades da UFRJ”, conclui Isabel.