Categorias
Memória

Diretor desmente tremores em hospital

De acordo com o diretor do HUCFF, toda a estrutura do edifício está sob monitoramento constante com equipamentos específicos. Boato gerou pânico e evacuação do prédio.

 

Na manhã de hoje (24/6), funcionários do HUCFF iniciaram evacuação do prédio por conta de boato sobre possível estalo ouvido nos andares superiores. O diretor do HU, José Marcus Raso Eulálio, organizou imediatamente os funcionários para informar o que ocorria e tranquilizar o retorno seguro ao trabalho. "Foi apenas um boato, não houve nenhum abalo no prédio. Eu entendo o medo de todos, mas garanto que não há problemas e que o Hospital pode funcionar plenamente", assegurou.

De acordo com o diretor do HUCFF, toda a estrutura do edifício está sob monitoramento constante com equipamentos específicos. “Desde segunda-feira, não houve qualquer sinal de movimentação. Há uma ação coordenada da qual participam técnicos da Defesa Civil e profissionais da universidade”, afirmou ele, assegurando que não há motivo para pânico, pois as intervenções emergenciais são realizadas para reforçar a estrutura.

A origem do boato partiu de pessoas que estavam nos andares superiores do hospital. Ninguém soube precisar o que ocorreu, apenas passou a circular pelos corredores a informação de que novos estalos haviam sido ouvidos a partir do 10º andar. "Nós estávamos na sala, quando vieram nos avisar que o prédio tremeu de novo e que deveríamos sair", disseram duas funcionárias.

O diretor do HUCFF disse que era solidário à preocupação vivida pelos funcionários, mas que todos deveriam procurar manter o controle para não trazer prejuízos e alarmar  pacientes e familiares.