Categorias
Memória

Praia Vermelha retoma atividades após as chuvas

Os serviços administrativos voltaram a funcionar nesta quinta-feira (08/04) no campus da UFRJ na Praia Vermelha.

Depois das fortes chuvas que caíram sobre o Rio de Janeiro nos últimos dias, os serviços administrativos e de limpeza e jardinagem voltaram a funcionar nesta quinta-feira (08/04), no campus da UFRJ na Praia Vermelha. O temporal não causou grandes estragos no campus, apenas a queda de uma árvore no estacionamento de professores e funcionários, mas que não resultou maiores danos.

Entretanto, a reforma da fachada do Palácio Universitário ficou comprometida.  “A intensa chuva trouxe estragos à obra e medidas preventivas tiveram de ser tomadas. Colocamos uma cobertura no telhado e lonas na fachada para evitar que possíveis chuvas atrasem a obra”, afirma Cristiano Fonseca, arquiteto responsável.

Os funcionários se queixam da sujeira encontrada nos corredores das escolas. Contudo, mesmo debaixo de muita água, os canteiros não foram danificados. O Instituto de Neurologia Deolindo Couto (INDC-UFRJ) está funcionando normalmente, porém, com poucos pacientes.

No Diretório Central dos Estudantes (DCE), funcionários retiraram a lama trazida pela chuva. Com as portas fechadas, a Central de Produção Multimídia da Escola de Comunicação da UFRJ (CPM) só retoma os serviços na segunda (12/04). Já no Instituto de Economia (IE), grande número de funcionários trabalhava para organizar os balancetes e documentos da unidade.

Apesar do pequeno fluxo de pessoas, os serviços de alimentação  funcionavam normalmente nesta quinta (08/04). “O movimento está muito fraco”, diz Lisania Carvalho, responsável pelo Asteriu’s Bar. “Mas eu já esperava. Temos que estar preparados para tudo”, completa.  Já Fábio Melo, funcionário da loja Matte Mania, também localizado no campus, informa que a lanchonete não abrirá nesta sexta (09/04).

O caos que se instalou no Rio no início da semana deixou os funcionários com medo de sair de casa. “Estamos receosos de que a situação se repita. Na última segunda, tive que dormir fora de casa”, disse João Marcelo da Silva, estagiário do Laboratório de Inteligência e Pesquisa de Marketing Social (Limk).