Categorias
Memória

Hospital Universitário restabelece atendimento

As atividades do HUCFF-UFRJ começaram a ser retomadas nesta quinta (08/04). As áreas administrativas no campus da Cidade Universitária também voltaram a funcionar, porém parcialmente, em razão dos danos causados pelas chuvas.

As atividades do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho (HUCFF-UFRJ), afetadas em razão das fortes chuvas no Rio de Janeiro, foram retomadas na manhã desta quinta (08/04). Os serviços estavam paralisados em razão de problemas no abastecimento de água. Com a atuação da equipe da Divisão de Redes da Prefeitura Universitária, em parceria com bombeiros e técnicos da Cedae, foi possível iniciar o trabalho de escoamento da água acumulada no subsolo do HUCFF, o que dificultava o bombeamento. O restabelecimento dos serviços está sendo feito gradualmente no hospital, de acordo com a Prefeitura Universitária.

As áreas administrativas no campus da Cidade Universitária também voltaram a funcionar hoje, porém parcialmente, em razão dos problemas provocados pelas chuvas. Uma inundação na subestação que abastece o prédio da Reitoria da UFRJ provocou falta de energia na parte da manhã. O alagamento atingiu todos os equipamentos elétricos, como disjuntores de alta tensão e transformadores. A Divisão de Redes instalou dentro da subestação uma bomba para recalque da água. A expectativa era restabelecer a energia do 3º ao 8º andar do prédio durante a tarde. Segundo o prefeito da UFRJ, Hélio de Mattos Alves, o trabalho de manutenção continua para a retomada do funcionamento normal da Reitoria a partir desta sexta (09/04).

A Prefeitura identificou ainda problemas no fornecimento de energia elétrica entre os blocos C e H do Centro de Tecnologia, onde as subestações também ficaram alagadas. As subestações dos blocos A e B não foram atingidas.

“Todas as 12 divisões da Prefeitura Universitária, totalizando mais de 30 pessoas, estão fazendo a manutenção dos campi da Cidade Universitária e da Praia Vermelha. A equipe da Divisão de Redes está tendo um trabalho maior em razão dos problemas nas subestações”, afirma Hélio de Mattos.

Segundo o prefeito, os danos em sala de aula não foram significativos apesar do temporal. O reinício das aulas está confirmado para a próxima segunda-feira (12/04), tempo necessário para que a administração da Reitoria e das faculdades, escolas e institutos possam providenciar a garantia das condições necessárias à retomada das atividades acadêmicas de ensino nos cursos de graduação e pós-graduação da universidade.