Categorias
Memória

UFRJ comemora 150 anos da Teoria da Evolução

Instituto de Biologia inaugura estátua de um dos mais importantes cientistas do século XIX. Nesta sexta, será inaugurada a exposição Charles Darwin: olhar, obra e ecos.

Em 24 de novembro de 1859, Charles Darwin, um dos mais importantes cientistas do século XIX, publicava o livro A Origem das Espécies. Para comemorar os 150 anos da obra que revolucionou a história da Ciência, o Instituto de Biologia (IB) da UFRJ realizou, na manhã desta quarta-feira, o pré-lançamento da exposição Charles Darwin: olhar, obra e ecos.

Alunos, professores e funcionários assistiram à inauguração da estátua de Darwin, localizada na entrada do IB. A exposição será oficialmente aberta nesta sexta, dia 27, às 11h, no hall do bloco A do Centro de Ciências da Saúde.

A mostra ocupará os dois andares da unidade. No primeiro, será retratada um pouco da vida e da obra de Darwin, que formulou a Teoria da Evolução, uma das bases da Biologia Moderna. Já no segundo andar, a exposição “A origem do voo” apresentará aspectos da biologia da evolução do voo nos vertebrados, comparando o processo dos morcegos, aves e pterossauros — répteis voadores do período Mesozóico.

Para Cláudia Russo, chefe do Departamento de Genética e organizadora da exposição, a iniciativa resgata importantes preceitos elaborados por Darwin. “O livro A Origem das Espécies é um livro-chave, porque muda a nossa concepção sobre nós mesmos. O ser humano deixa o seu pedestal e se transforma em apenas mais uma das espécies desse planeta. Mostra-nos que não somos donos dele, mas um de seus habitantes e, por isso, devemos cuidá-lo”, afirmou.