Categorias
Memória

Desafio d`além mar

Estão expostas, até esta sexta, no Bloco A do Centro de Tecnologia, as embarcações movidas a energia solar.

 Até esta sexta, dia 27, embarcações que participaram do "Desafio Solar Brasil" estarão expostas no hall de entrada do bloco A do Centro de Tecnologia (CT) da UFRJ. Além dos barcos movidos a energia solar, a mostra conta também com fotos da competição "Desafio Solar Brasil", ocorrida em outubro em Paraty.

O objetivo da exposição é promover o uso da energia elétrica produzida a partir de fontes limpas e renováveis, como o Sol. “A utilização de fontes alternativas de energia deixou de ser ficção científica e passou a ser realidade. Em países como a Holanda e a Bélgica, mais de 30% da energia consumida são produzidos por meios alternativos. No Brasil, o potencial de fontes limpas ainda é muito mal aproveitado e, por isso, muita energia é desperdiçada”, constata o coordenador do Desafio Solar Brasil, professor Fernando Amorim.

Organizado pelo Polo Náutico da UFRJ, o "Desafio Solar Brasil" ocorreu entre os dias 16 e 24 de outubro, no litoral de Paraty, Rio de Janeiro. A competição envolveu 12 equipes de diversas instituições acadêmicas, que competiram em oito etapas – uma prova técnica, um prólogo e seis regatas contínuas – durante oito dias.

Na classe Monocascos, onde disputam as embarcações mais rápidas, a equipe vencedora foi a Carcará, seguida de Gabriela, ambas do Laboratório de Mecânica e Turbulência da Coppe/UFRJ. Em terceiro lugar ficou o barco do Grêmio Náutico da UFRJ, Ipanema. 

Já na classe Catamarãs, com as embarcações mais lentas e estáveis, a vencedora foi a equipe Vento Sul, da Universidade Federal de Santa Catarina.