Categorias
Memória

Consuni aprova novo curso de graduação

Foram 21 os conselheiros favoráveis à criação do curso de Defesa e Gestão Estratégica Internacional.

 Defesa e Gestão Estratégica Internacional é a nova graduação da UFRJ. Após longos debates, o Conselho Universitário (Consuni) aprovou a criação do curso nesta quinta, dia 13, com 21 votos favoráveis e 10 contrários, além de quatro abstenções.  O Núcleo de Estudos Internacionais (NEI), Instituto de  Pós-graduação e Pesquisa de Administração (Coppead) e Instituto de Estudos de Saúde Coletiva estão entre as unidades envolvidas no curso, que oferecerá 60 vagas já no vestibular de 2010.

O relator do processo, Ricardo Medronho, argumentou que o uso de bases colombianas pelos Estados Unidos, a política armamentista da Venezuela e outros episódios recentes no cenário mundial demonstram a importância desse curso. “Há a necessidade de que mais jovens se interessem pelo tema, para que, bem preparados, possam ser capazes de formular políticas de defesa nacional e nos guiar nas relações com outros países”, opinou.
 
Para Lilia Pougy, representante dos doutores-adjuntos do Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFCH), contrária à criação do curso, o projeto pedagógico da proposta é inconcluso.  “É incontestável ainda uma duplicação com o recém-criado curso de Relações Internacionais (RI). Esta sobreposição, em vez de fortalecer o curso de RI, acaba por fragmentar e pulverizá-lo”, criticou Pougy, definindo a nova graduação como “extemporânea” e que “o fato de várias unidades participarem do curso não significa interdisciplinaridade”. 
 
Alcino Câmara, decano do Centro de Ciências Jurídicas e Econômicas (CCJE), lembrou que inúmeras universidades pelo mundo têm o curso de Defesa, mesmo tendo graduação, mestrado e doutorado em Relações Internacionais. “A novidade deste projeto é criar o curso na periferia do sistema e trazer a discussão dos meios oficiais para o seio da sociedade”, defendeu.