Categorias
Memória

UFRJ inaugura laboratório de realidade virtual

Alunos dos cursos de Engenharia de Computação e Informação e Engenharia de Controle e Automação ganham laboratório para desenvolver programas em 3D.

Desde o último dia 30, alunos da graduação em Engenharia de Computação e Informação e Engenharia de Controle e Automação também contam com um laboratório de realidade virtual para o desenvolvimento de programas em três dimensões (3D). A previsão é de que os estudantes desses cursos usem o espaço, localizado no subsolo do bloco I do Centro de Tecnologia (CT/UFRJ), a partir de março de 2010, como parte das exigências das disciplinas eletivas que serão ofertadas pelo Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-graduação e Pesquisa de Engenharia (Coppe/UFRJ), unidade responsável pelo laboratório.

Claudia Werner, professora-coordenadora do projeto, explicou que o objetivo das novas instalações é servir como meio de formação e treinamento tanto para alunos de graduação quanto para de pós-graduação. Claudia lembrou que, antes do Laboratório 3D, as ilhas de realidade virtual na UFRJ eram voltadas exclusivamente para os mestrandos, doutorandos e pesquisadores da universidade:

“Esse é um espaço que realmente estava faltando. No nível de pós-graduação, a gente já fazia esse trabalho. A Coppe tem um grupo que já vinha desenvolvendo programas de realidade virtual”, lembrou Claudia. “Daqui a pouco, vai ser inaugurado um laboratório no parque tecnológico – onde aí sim vão ser feitos projetos industriais complexos – e não há gente formada para atuar nesses lugares. Então eu acho que o Laboratório 3D veio em boa hora, porque teoricamente forma profissionais qualificados que futuramente poderão atuar nesses lugares”, opinou.

 A coordenadora frisou que o foco não é desenvolver programas para serem comercializados. “Se os alunos produzirem coisas cada vez melhores, maiores são as chances de nós levarmos isso a frente. Não que seja um objetivo específico, nosso alvo é o ensino, mas obviamente que resultados bons serão aproveitados e incentivados”, finalizou.

Videogame e petróleo

Duas sessões de animações simples foram apresentadas apenas para demonstração. Além de um rosto humano que fazia caretas e pássaros que sobrevoavam um vale imaginário, os presentes assistiram a um jogo de videogame e a um video informativo da Petrobras sobre os novos campos de petróleo descobertos na Bacia de Santos.

Segundo Claudia, essas são algumas das aplicações da tecnologia do laboratório. A gama de usos vai desde o cinema em 3D à visualização de locais de difícil acesso ao ser humano, como pontos em locais profundos ou inabitados.