Categorias
Memória

Quadro do rapaz internado com gripe tipo A é estável

É estável o quadro do rapaz de 21 anos contaminado pelo vírus Influenza A (H1N1), causador da nova gripe. Ele permanecerá sob observação no Hospital Universitário Clementino Fraga Filho (foto) por cerca de 10 dias para que o risco de transmissão do vírus seja nulo.

  Veja aqui o vídeo dessa matéria

Continua internado no 5º andar do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho (HUCFF) da UFRJ o jovem de 21 anos que foi contaminado pelo vírus Influenza A (H1N1), causador da nova gripe. O quadro do rapaz, que chegou, no último sábado (2), do México, país com maior número de vítimas da doença até o momento, está estável, mas os médicos afirmam que ele permanecerá sob observação por cerca de 10 dias para que o risco de transmissão do vírus seja nulo.

Um amigo do rapaz que contraiu a gripe também está internado no hospital. Ele apresentou sintomas da gripe dois dias depois de ter contato com o rapaz. A mãe do amigo também contraiu o vírus e está internada, em isolamento, no HUCFF, com quadro clínico estável.

Além dos três casos já confirmados no Rio de Janeiro, há outros cinco casos de contaminação pelo Influenza A, sendo dois em São Paulo, um em Minas Gerais, um no Rio Grande do Sul e outro em Santa Catarina. Em entrevista à grande imprensa,  o ministro da Saúde, José Gomes Temporão, afirmou que todos os pacientes estão isolados e tratados.

O ministro contou ainda que o Ministério da Saúde destacou 19 centros de vigilâncias e 52 hospitais para acompanhar os eventuais casos da moléstia. O Hospital Universitário está apto a receber pacientes com suspeita da gripe suína e já disponibiliza 10 leitos de enfermaria e quatro de terapia intensiva.

Roberto Medronho, infectologista do HU, aconselha as pessoas a não entrarem em pânico. De acordo com o professor, não é necessário o uso de máscaras, mas aqueles que entraram em contato com suspeitos de ter a nova gripe devem procurar um médico.

Medronho alerta para os perigos da automedicação. Segundo ele, os efeitos colaterais dos medicamentos podem ser mais nocivos do que os sintomas da nova gripe. Ainda segundo o infectologista, no Brasil existe um estoque de nove milhões de comprimidos para tratar os pacientes, o que, entretanto, não livra o país de uma epidemia.

Sintomas

A gripe A (H1N1) é uma doença respiratória de porcos causada por um vírus influenza tipo A que causa regularmente crises de gripe em suínos, mas também sofre mutações e afeta seres humanos. O vírus da gripe suína clássico foi isolado pela primeira vez num porco em 1930.

Os sintomas são semelhantes aos da gripe comum e incluem febre, letargia, falta de apetite e tosse. Em alguns casos, há também coriza, garganta seca, náusea, vômito e diarreia.