Categorias
Memória

Eduardo Paes sinaliza com parceria para viabilizar o Maglev

O reitor Aloisio Teixeira e o prefeito Eduardo Paes estiveram reunidos, no último dia 7, na sede da Prefeitura. Entre os assuntos abordados, destaque para uma possível parceria para a implantação do Maglev-Cobra (foto), trem de levitação magnética projetado por engenheiros do Instituto Luiz Alberto Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa de Engenharia da UFRJ (Coppe/UFRJ).

 O reitor Aloísio Teixeira e o prefeito Eduardo Paes estiveram reunidos, no último dia 7, na sede da Prefeitura. Entre os assuntos abordados, destaque para a possível parceria para a implantação do Maglev-Cobra, trem de levitação magnética projetado por engenheiros do Instituto Luiz Alberto Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa de Engenharia da UFRJ (Coppe/UFRJ).

O projeto, que já conta com recursos da ordem de R$ 5 milhões, da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), para a construção de um protótipo que circule dentro da Cidade Universitária, aguarda outras parcerias para a realização do trajeto entre os aeroportos Tom Jobim/Galeão e o Santos Dumont. A extensão, de aproximadamente 15 km, custaria em torno de R$ 450 milhões.

“Acho que é muito importante esse desejo de a universidade se integrar à cidade. O Maglev é uma grande oportunidade não só para a universidade como para a cidade, e a Prefeitura vai estar dentro disso”, garantiu o prefeito. O reitor Aloísio Teixeira se mostrou satisfeito com o encontro e já traça a estratégia para viabilizar o projeto. “O prefeito gostou da ideia e agora vamos trabalhar no plano técnico para fazer um estudo de viabilidade e procurar o BNDES para tentar um financiamento maior”, disse.

Outro assunto debatido foi a renovação dos convênios entre a UFRJ e a Prefeitura. Alguns deles não foram renovados devido ao que o reitor denominou uma “confusão” sobre as dívidas no pagamento do IPTU da universidade. Segundo Teixeira, “o prefeito se comprometeu a resolver este problema”.